Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

12.05.14

Ali ou noutro lugar

aquimetem, Falar disto e daquilo

          Fazer um retiro é sair temporariamente da nossa actividade normal para dedicar esse tempo a conversar com Deus e reflectir sobre a própria existência. Há diversas formas de lhe dar concretização, mas os marcados pelo "silêncio", onde não há conversa entre os circunstantes são os mais mais praticados e norma da Prelatura do Opus Dei. Neles alternam-se pregações, intervalos de silêncio e orações comunitárias como o terço e a Missa. Acabo de fazer um que teve São Pedro de Penaferrim por cenário e muito contribuiu para retemperar o espírito e fortalecer a alma.

           O panorama paisagístico da bela Sintra seduz e convida a viver alegre e feliz estes momentos reconfortantes que surgem quando  afastados da barafunda quotidiana nos deixamos embalar pelos encantos da beleza natural. Li algures onde se dizia  que por regra "os retiros" eram realizados em sítios e regiões afastadas das cidades, de modo a facilitar a reflexão e o silêncio. Tem certa lógica uma vez que a perfeição da natureza tem um importante papel para a descoberta da beleza de Deus e da vida.  

 

           Em Penaferrim, encontrei, há décadas, um desses lugares maravilhosos, ideais para em silêncio desfrutando duma  luxuriante e nobre vegetação, conversar ..... com Deus e ouvir....a Sua voz. Aqui venho sempre que posso fazer um retiro anual que todos deviam fazer para carregar as baterias de energia física e espiritual. Não é   costume novo, pois está divulgado que imitando o exemplo de Jesus, cristãos de todos os tempos se beneficiam deste exercício espiritual para fazer as escolhas certas rumo à felicidade pessoal e do próximo. Deixei para Maio, o meu deste ano, por ser mês de Maria e Tempo Pascal a decorrer.Tempo que ajudou com noites e manhãs frescas, e nevoeiro cerrado. O tradicional "capacete" de Sintra e a frescura destes dias ao se  fazer notar, influíram num melhor aproveitamento do tempo, por convidar a um maior recolhimento no interior do conhecido Centro de Convívios de Penaferrim. Só no sábado, dia 10, manhã cedo é que sai apanhar ar freco  e fazer uma "romaria"  a uma capelinha de invocação mariana perdida na cerca da Quinta.

         

         Com inicio na Quinta-feira, dia 08, 20:00h, o retiro terminou às 16:00h de domingo, dia 11. Dali vimos mais ricos e com mais que dar de bom ao nosso semelhante. Para o ano há mais ali ou noutro lugar

 

O vídeo foi feito da janela do meu quarto, e mostra parte da quinta
14.05.13

No meu rosário...

aquimetem, Falar disto e daquilo

          No meu rosário de obrigações e propósitos em agenda consta fazer anualmente um "retiro espiritual" que este ano calhei fazer em São Pedro de Penaferrim. Comigo foi também um amigo meu, que sentindo essa quase necessidade de a sós, com Deus, falar do que a alma tem para contar e a inteligência para ouvir, fez o favor de me dar boleia. Muito obrigado, caro amigo José António. Como a pontualidade é uma das regras a respeitar por todo o bom cidadão, a chegada a Penaferrim aconteceu antes da hora marcada, e por isso deu tempo para uma visita pela cerca que é um encanto ver.

           O "Retiro" consta de três dias, entrada na 5ª-feira, ao jantar; e saída no domingo, após o lanche. É um tempo de recolhimento, onde se recebe formação e doutrina com critério teológico que neste campo não abunda noutros meios. Valeu ainda, por este ser em Ano da Fé e em Mês de Maria. Aquele mês que São Josemaria Escriva pede aos seus filhos e filhas no Opus Dei para festejarem com muitas "romarias" a Nossa Senhora. "Romarias" que constam de fazer uma visita a um santuário mariano e recitar três terços, um na ida; outro, no interior do santuário; e outro, no regresso. Ser muito mariano, pedia. A confirmar esta realidade temos J.A. Riesta que escreve: "O Opus Dei é essencialmente mariano, e isso é parte integrante da herança espiritual que recebeu de S.Josemaria. Não é possível entender a vida de um fiel da Prelatura sem um grande carinho à Mãe de Deus".

  

           E acrescenta "O culto e a devoção a Nossa Senhora é muito antigo na Igreja. Surge da realidade da sua maternidade divina e do papel que Cristo lhe reservou na economia salvífica. A Virgem é Mãe de Deus, Theotokos, e nossa Mãe. Neste sentido, o culto mariano teve sempre uma clara conotação cristológica". Também o digo: quem diz o contrário não é cristão.

www.opusdei.pt

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D