Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

25.11.16

Contos de Natal

aquimetem, Falar disto e daquilo

Vários - Nem sempre os pinheiros são verdes

 Do poeta e prosador João de Deus Rodrigues recebi hoje um convite para assistir à apresentação de uma antologia de Contos de Natal intitulada: NEM SEMPRE OS PINHEIROS SÃO VERDES, contendo oito contos, cada um de seu autor. Acompanha o convite esta amistosa mensagem : “Bom dia caro Amigo Costa Pereira.
Desejo que essa sa√ļde v√° bem! Quanto aos seus blogues, vou v√™-los de vez em quando, e l√° encontro, sempre, coisas novas o que √© sinal de vitalidade, empenho e trabalho.
Amanh√£, s√°bado, vou √† apresenta√ß√£o de uma pequena Antologia de Contos de Natal, aqui em Lisboa. S√£o oito autores, entre eles eu, e cada autor escreveu um conto. Ainda n√£o vi o livro‚ÄĚ. √Č for√ßosamente uma pe√ßa de leitura a n√£o perder de ler e j√° nesta quadra natal√≠cia que se aproxima. Tamb√©m ainda a n√£o vi, nem li, mas os autores d√£o essa garantia. E a po√©tica edi√ß√Ķes,Produ√ß√£o Independente, Loja online,¬†tamb√©m.

 

22.06.16

Parabéns por mais um

aquimetem, Falar disto e daquilo

IMG_6651.JPG

Já lá cantam 79 e festejados, ontem, dia 21, em ambiente muito simples e amistosamente familiar, o cafezinho e bolo de aniversário e está a festa feita.

IMG_6652.JPG

Foi o poeta Jo√£o de Deus quem advertiu: ‚ÄúOlhe que a gente come√ßa/ √Ās vezes por brincadeira/ Mas depois que se habitua/ J√° n√£o tem vontade sua/ E f√°-los queira ou n√£o queira !‚ÄĚ. Assim √© de facto e assim foi ontem com a minha esposa. Que aqui deixo feliz no cantar dos parab√©ns. Para o ano h√° mais.

 

 

25.06.13

26 de Junho

aquimetem, Falar disto e daquilo

          Faz amanhã 38 anos que faleceu em Roma, o então monsenhor Josemaria Escrivá, por inspiração divina fundador do Opus Dei. Beatificado a 17 de Maio de 1992 e Canonizado a 06 de Outubro de 2002, São Josemaria é o primeiro peregrino de Fátima, onde muitas vezes rezou, a subir aos altares. Grande amigo e admirador dos portugueses, por isso escolheu este país para ser dos primeiros a iniciar a expansão da Obra. 

 

          Hoje espalhada pelos 5 continentes e ao serviço da Igreja, do Romano Pontífice e das Almas, também em Portugal está implantada em todo o seu território, por isso amanhã dia de festa será invocado com fervor por todos os seus filhos e filhas no Opus Dei, assim como pelos muitos amigos e devotos deste bem-aventurado. Recordamos o que consta no site da Prelatura:

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† No pr√≥ximo dia 26 de Junho, a Igreja celebra a festa lit√ļrgica de S. Josemaria. Em todo o mundo ser√£o celebradas missas em honra deste santo da Igreja. Seguem-se os locais e hor√°rios das missas em Portugal:

- Braga, 26 de Junho às 18h30 na Igreja de Santo Adrião

- Coimbra, 26 de Junho às 18h30 na Igreja de Nossa Senhora de Lurdes

- Estoril, 26 de Junho às 19h00 na Igreja de Santo António do Estoril

- √Čvora, 26 de Junho √†s 18h30 na Igreja do Calv√°rio

- Faro,22 de Junho às 11h00 na Sé Catedral (preside Pe. José Rafael Espírito Santo, Vigário Regional do Opus Dei)

- Guarda: 26 de Junho às 18h00 na Igreja de S. Pedro

- Lisboa, 26 de Junho às 19h00 na Igreja de Nossa Senhora de Fátima (preside D. Nuno Brás, Bispo auxiliar de Lisboa)

- Porto, 25 de Junho às 19h00 na Igreja da Trindade

- Set√ļbal, 26 de Junho √†s 19h00 na Igreja da Anunciada

- Viseu, 28 de Junho às 18h30 na Sé Catedral (preside D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu)

         - Lá estarei, amanhã, às 19:00h na igreja de Fátima, em Lisboa, e conto com a presença de muitos amigos.

08.01.13

Visita de reis....

aquimetem, Falar disto e daquilo

          Acerca de quatro anos dizia eu do Sr. Padre Angelo o mesmo que repito hoje: " Com a calma que lhe advêm de verdadeiro filho de Deus e servo fiel da Igreja de Cristo, aqui o temos deixando-se fotografar" desta vez não na sua aldeia natal, mas em casa de pessoa amiga que fez questão visitar em Dia de Reis, descendo até à capital. Aqui o temos prontinho para no próximo dia 12 de Fevereiro festejar 90 anos.

 

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Em post que¬†noutra altura engendrei deixei expresso: com um¬†"casal de familiares por companhia, guiado pelo GPS do meu cunhado Reis, deixamos a Bajouca por volta das 09h30 e cerca das 12h30, entrando por Reigoso, est√°vamos na Prova a bater √† porta do Sr. Padre √āngelo. Depois da recep√ß√£o e do lauto almo√ßo que a "menina Augustinha" confeccionou foi o passeio em busca do cafezinho". Em 11 de Setembro de 2009 ainda era ele quem impunha o ritmo do andamento, agora j√° custa mais,¬†as pernas¬†com a idade emperram.

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Depois "do caf√© e da visita √† muito bem cuidada capela da aldeia,¬†o nosso anfitri√£o fez quest√£o de nos levar a visitar uma recolha de objectos e alfaias agr√≠colas, em vias de extin√ß√£o, que com a denomina√ß√£o "Prova, contradi√ß√Ķes" num espa√ßo particular e vizinho da capela uma din√Ęmica provense faculta a quem quiser apreciar". Vale a pena ver. A Prova √© uma simp√°tica aldeia da freguesia de Pinheiro (de Laf√Ķes), Oliveira dos Frades onde tenho esse ¬†amigo de verdade que h√° mais de "dois carros" (80 anos) ali nasceu: o Sr. Padre Ant√≥nio √āngelo Marques Loureiro. Tamb√©m "J√° uma vez o disse: este Sr. Padre √āngelo deve ser o padre portugu√™s mais viajado, o seu livro "(Des) aventuras do p. ant√≥nio (√Ęngelo)" d√£o disso¬†testemunho".

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Acompanhado pela irm√£, a "menina Augustinha", e conduzido por um casal de¬†primos muito dilectos, D. Maria de Lurdes e Sr Antero Santos, o Sr¬†Padre √āngelo n√£o descansou enquanto n√£o retribuio a nossa visita de √† 4 anos atr√°s, s√≥ que as circunst√Ęncias e a brevidade desta visita nem oportunidade deram para percorrer os cantos da casa, como noutras ocasi√Ķes acontecia, e n√≥s faz√≠amos gosto se repetisse neste Dia de Reis de 2013. Fica para outra ocasi√£o assim Deus permita, Mas para j√° fica pelo menos¬†esta foto¬†a marcar o acontecimento¬†e com os figurantes em realce: o Sr.Antero Santos, o Sr. Padre √āngelo, D. Maria de Lurdes, a¬†anfitri√£¬†Maria da Saudade e a menina Augustinha. Nem s√≥ o Deus Menino tem visita de reis...

05.01.07

Uma entrada...com cheiro a folclore

aquimetem, Falar disto e daquilo

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† Se a passagem do Ano Novo foi na A.BA.D , o dia 1¬ļ de Janeiro aproveitei-o para gozar¬†em fam√≠lia e em sociedade, na Bajouca Centro. Deitei-me √†s 03h30 do dia 1¬ļ de Janeiro, para me levantar √†s 09h20, j√° que o Sr. P. Abel marcou a Missa desse dia festivo para as 10h00, ¬†e logo ¬†faltar ao preceito no inicio do ano n√£o √© de crist√£o. Sim, porque sou dos¬†baptizados que ¬†evitam n√£o fazer parte¬†daqueles¬† que se dizem crist√£os n√£o praticantes, dos nem sim,¬†nem sopas. Veio¬†a hora de almo√ßo e depois o cafezinho no Sousa, com familiares e amigos, que gra√ßas a Deus muitos s√£o ali.

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† ¬†Cerca das 16h00 fui at√© ao Sal√£o Paroquial para assistir a uma tarde de folclore, promovida pelo Grupo Alegre e Unido (GAU), em que intervieram o Ranho da respectiva colectividade bajouquense e como seu convidado ¬†o Grupo de Folclore do Melri√ßal - Soure. O Grupo de Folclore do Melri√ßal foi fundado em 1975, e com os seus trajes, as dan√ßas, as cantigas e as m√ļsicas, ¬†este grupo pretende proteger o patrim√≥nio cultural de um concelho que situado na bacia¬† hidrogr√°fica do Mondego e banhado por um seu afluente da margem esquerda¬† - o Arunca - que ali recebe as √°guas do An√ßo e do Our√£o, torna a vila de Soure numa das mais belas e singulares parcelas regionais do distrito de Coimbra, onde medram os olivais, a vinha e os arrozais.¬†¬†

          Não é das terras que conheço melhor, por isso este seu grupo me despertou e mereceu mais atenção

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D