Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Zezito Rato deixou-nos

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 14.09.18

DSC00953.JPG

Desta vez foi só de ida e volta, na companhia da minha esposa, da Soisita e do seu filho Miguel, para tomarmos parte no funeral dum primo da minha mulher e por afinidade também meu, e do irmão e tio dos dois nossos companheiros de viagem. Saímos de Lisboa ás 10h30 e por volta das 12h30 já estávamos abancados em Monte Redondo, onde no Bom Papo, almoçamos.

41572319_1988130391210221_7193957735606517760_n[1]

E tudo isto, porquê? Vamos à descrição: O Zézito “Rato” pregou-me uma partida ou foi a parca que lhe pregou a partida a ele. De seu nome completo José Sousa Afonso, este bajouquense, apenas  com 67 anos, deixou o mundo dos vivos no passado dia 11 e foi a sepultar no dia 13, pertinho da casa, onde nas Lameiras da Bajouca, nasceu. Deixou saudades pela sua simplicidade e espirito muito aberto e franco. Gostava de me encontrar com ele sempre que calhava, pois tinha sempre um ar da sua graça para criar bom ambiente. Desta vez não o vi nas festas de Sto. Aleixo, e também jamais o volto a ver partilhar nelas, nem ele também a mim. Não somos de cá, embora muitos pensem que sim e se portam como tal. Dos quatro irmãos já só o Ramiro e Soisita, são vivos. Alice já há muito que faleceu. O Zezito era o mais novo dos quatro, e também um dos mais asados para cuidar dos terras e dos seus pinhais. Ficou mais pobre a família dos Afonsos da capital do barro leiriense. Deixa de luto além do mais, seus diletos filhos: Dulcineia, José Carlos, Leonardo e Adélia. Residia no Vale de Cima, o seu funeral constituiu uma verdadeira prova de como o saudoso finado era estimado pela comunidade local e arredores  ao vermos  associar-se tanta gente às exéquias que tiveram inicio ás 17h00 na igreja paroquial e culminaram com o cortejo fúnebre para o cemitério da Bajouca. Terminadas as cerimónias regressamos a nossas casas onde por volta das 21h00 já cá estavamos de novo. A todos os familiares do saudoso extinto as mais sentidas condolências, e ao Zezito votos para  que descanse em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:22



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D