Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

06.01.09

Como construir a paz!

aquimetem, Falar disto e daquilo

           A Igreja celebra hoje, 6 de Janeiro, a manifestação de Jesus ao mundo inteiro. Epifania significa "manifestação"; e os Magos representam os povos de todas as línguas e nações que se põem a caminho, chamados por Deus, para adorar Jesus. É uma festa cristã ainda hoje com muito impácto em alguns países como por exemplo no Brasil e na vizinha Espanha; e que na liturgia da Igreja encerra o chamado tempo de  Advento, Natal e Epifania. Antes que finde o dia quero aproveitar não para falar desta festa, mas doutra que não posso esquecer: o Dia Mundial da Paz e de Santa Maria!

          Como é sabido a Igreja ensna-nos que Maria ocupa, depois de Cristo, o lugar mais alto e o mais próximo de nós, em função da sua maternidade divina. Ela " pela graça de Deus, depois do seu Filho, foi exaltada sobre todos os anjos e todos os homens".  O autor de "Falar Com Deus", Francisco Carvajal, a proposito desse dia, 1 de Janeiro, em que na Oitava de Natal se festeja Santa Maria, Mãe de Deus, lembra ainda: " Todas as festas a Nossa Senhora são grandes, porque constituem ocasiões que a Igreja nos oferece para demonstrarmos com factos o nosso amor a Santa Maria. Mas se dentre essas festividades tivesse que escolher uma, escolheria a de hoje: a maternidade divina da Santíssima Virgem".

          Também nessa data se comemora o Dia Mundial da Paz , esse "bem" precioso que infelizmente muitos homens não querem desfrutar, preferindo semear a desordem ou com ela pactuar para conscientes ou não, viver à custa dos espoliados...Não é por acaso que ao longo da sua história foi sempre a Igreja a tomar as iniciativas mais prementes e arrojadas que deram, e ainda hoje dão, resposta aos anseios e carências dos menos favorecidos. Os asilios, as misericórdias e os movimentos do género vicentino, são entre outros testemunhos, motivo para calar a maldade ou ignorância dos detractores da Igreja Católica.

          Como digo, a Igreja sempre na dianteira, também na defesa dos direitos e valores do ser humano leva a primazia, facto que ainda agora ficou bem patente na recente Mensagem que no Dia Mundial da Paz, o Santo Padre, Bento XVI, dirigiu a todo o mundo sob o lema : "Combater a pobreza, construir a paz".  E deu a receita : " Uma das estradas mestras para construir a paz é uma globalização que tenha em vista os interesses da grande familia humana". Mais acrescenta : "Globalização elimina barreiras, mas isto não significa que não possa construir outras novas, aproxima os povos, mas a proximidade geográfica e temporal não cria, de per si, as condições para uma verdadeira comunhão e uma paz autentica.  A marginalização dos pobres da terra só pode encontrar válidos instrumentos de resgate na globalização, se cada homem se sentir pessoalmente atingido pelas injustiças existentes no mundo e pelas violações dos direitos humanos ligados com elas".  

          Uma mensagem sábia e forte que certamente contribuirá para tocar alguns corações mais sensiveis e desse modo ajudar a mudar o rumo dos ventos que correm desfavoráveis aos valores da lei humana e divina. Que neste Ano Paulino, o Apóstolo dos Gentios interceda por toda a humanidade lhe rogo fervorosamente       

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D