Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

Portugal, minha terra.

<div align=center><a href='http://www.counter12.com'><img src='http://www.counter12.com/img-6d7wDw0z0Zz1WyaW-26.gif' border='0' alt='free web counter'></a><script type='text/javascript' sr

08.11.08

Assim vai este país!

aquimetem, Falar disto e daquilo

Subindo a Av. da Liberdade

          Mais uma daquelas contestações contra a política ditatorial deste governo aconteceu hoje em Lisboa, onde cerca de 120 mil professores, vindos de todas as regiões de País, mais uma vez  manifestaram o seu descontentamento  face à  teimosia da ministra Maria de Lurdes Rodrigues em não atender as suas justas reivindicações. Já em Março deste ano haviam dado um abanão ao governo, agora foi outro maior, e  no próximo dia  19  de Janeiro  aí temos de novo os professores na rua. Uma vergonha para este País, entregue ao mando de gente sem ela.

         Com aquele ar soberano do  quero, posso e mando, quando confrontada com  tão grandiosa oposição à sua política, não se mostrou preocupada e comentou: " Não vamos desistir do modelo de avaliação". Só que de imediato o Mário Nogueira, da FNPROF, deu- lhe a merecida resposta: " O autismo em política é o grande problema".  E assim vai este país!

 

a caminho do Marquês de Pombal

É só o que eles pedem...

também estes só pedem o mesmo...

em luta e sinal de luto.....

 o professor também tem trabalho de casa

A Fátima não veio, nem admira é do grupo....  

os da banda de lá, já estão a perceber da música....

a união faz a força...

o "magalhães" está a dar que falar....

a retaguarda em marcha.....

 a caminho da vitória.....

15 comentários

  • Imagem de perfil

    jts 09.11.2008

    Sem ter a capacidade de diálogo de outrora, sem querer ferir sucetibilidades nos meus amigos, sem desejar meter a foice em seara alheia, sem possuir a solução que seria desejável para os professores em greve, mesmo concordando, que a ministra é fraca, mesmo assim não posso totalmente concordar convosco. Senão vejamos:
    O governo, governa mal e devia demitir-se; os ministros do eng.º Sócrates, são da pior espécie; o país, está na banca rota, por causa deste governo;
    o desemprego, é culpa do governo; os salários não sobem o sufuciente, por culpa do governo; os trabalhadores, trabalham horas a mais por culpa do governo; santo Deus... o que aí vai...!!!
    Até parece, que nos anteriores governos, o país viveu num mar de rosas...
    Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Haja pelo menos, alguma moderação nas atitudes...
    Todos nós - pelo menos depois do 25 de Abril - temos direito à nossa opinião, só que por vezes essa opinião é distorcida pela clubite aguda do partidarismo.
    Eu, por exemplo, que fui e com razões de sobra um sacrificado do passado, considero-me um democrata
    socialista convicto e mesmo assim critico, quando tenho que o fazer, o "P.S." e este governo.
    Voltando à manifestação dos professores, digo apenas isto: os professores têm razão em estarem descontentes com a ministra, mas a ministra tem também muitas razões para ester descontente com grande parte dos professores, que não têm respeito, nem se dão a ele. Obviamente que trabalham muitas horas e desejariam trabalhar menos. Mas, para se ensinar em qualidade e os alunos aprenderem em qualidade, é necessário tempo e dedicação, que é o que a maioria dos professores não tem.
    Um abraço, e que a amizade vença todos os conflitos.
    Teixeira da Silva
  • Zangar-nos por causa deles..., dos que em vez de ser os meus "colegas" a tosquia-los são eles que nos tosquiam a todos! Nem pensar. Clubismo só futebol e tem de ser azul...Não, amigo JTS ! Não me zango, sobretudo quando as pessoas são sinceras e frontais como o meu dilecto amigo. Mas digo-lhe: se eu fosse um adepto ferrenho do PS, nesta altura já tinha mandado o partido a baixo de Braga...Mas também sei que não ia, nem os opositores parecem querer. Um grande abração e viva Mondim, com PS ou sem PS, com mondinenses à vossa medida.
  • Imagem de perfil

    jts 09.11.2008

    Obrigado, COSTA PEREIRA, pelas palavras de conforto. Quero no entanto dizer-lhe, que Mondim e a sua gente, são o meu principal partido.
    No passado, fui militanre do Partido Socialista, fui eleito por este partido para vereador da Cãmara Municipal de Mondim onde permaneci, apenas seis meses. É verdade, apenas seis meses. Porquê?
    Porque eu tinha sido eleito para defender os interesses dos Mondinenses e não para concordar com a opinião dos outros.
    A partir desse dia 14 de Agosto de 1 977, em que pedi a demissão de vereador, cortei com o partido.
    Obviamente que continuo a ser socialista, por convicção. Mas não sou so Partido Socialista. Sou por Mondim de Basto. Tinha que dizer isto, para que não restassem dúvidas nos meus amigos.
    Um grande abraço, do amigo de sempre e para sempre,
    Teixeira da Silva
  • Sem imagem de perfil

    mgraça 09.11.2008

    Gostei de ouvir os amigos e com gosto-Também já votei PS logo a seguir ao 25 de Abril ; mas o que eu acho agora é que Sócrates é ditador, é soberbo, e não dá confiança a ninguém; nem aos jornalistas ele dá respostas directas ao que eles lhe perguntam; dá a volta, á maneira do que lhe convém a ele responder, mesmo que não tenha nada a ver com o que lhe perguntam.Não sei se já repararam.Então é isso, acho-o parecido com a ministra e considero os dois uns despotas, assim mais ou menos:(não temos que dar contas a esta gentalha)
    Mesmo assim ,então retiro a tal"Porrada na sra.Ministra; e leva só uma simples "SURRA" á mondinense.
    Uma boa semana para os dois amigos conterrâneos.
  • Cá entre nós conterrâneos, uma vez que estamos em maré de abertura... vou vos dizer: nunca votei em nenhum partido dito de esquerda. Tudo porque sempre tive amigos íntimos aí enfileirados..., e porque bem os conheci e conheço, com muito respeito, e eles sabem, optei por votar sempre onde a minha consciência determina. Muitos desses meus amigos até chegaram a ministros e outros a deputados, mas eu optei por ser quem sou. Assim dou-me ao luxo de ser um cidadão descomprometido...Até no emitir de opiniões, jornalísticas!
    Sinto-me bem e não é por acaso que o azul também brilha sobre o verde!!!...
  • Sem imagem de perfil

    mgraça 11.11.2008

    A propósito de Surra à Mondinese (COM FAFE NINGUEM FANFE)- Eu parecia que estava a adivinhar. A ministra se saía do carro, comia.
    Gostei então!...
  • Surra não digo, mas uns bons puxões de orelha não lhe fazem mal nenhum! Ou en tão umas boas "canadas", já que a menina de "5 olhos" deixou de funcionar. Quando não há respeito na família como há-de haver na sociedade? E os políticos que temos hoje são bem o exemplo dessa vulgar espécie.
  • Imagem de perfil

    jts 12.11.2008

    Li com grande respeito e atenção, as opiniõres dos meus amigos e conterrâneos, a viverem em Lisboa.
    Uma pergunta: porque é que tiveram que emigrar par a capital?- eu respondo por vocês...!
    Em Mondim não existiam condições para se viver com esperança, com alegria e com um mínimo de sobriedade. Por culpa de quem?
    De quem nos governou durante mais de 50 anos.
    Hoje, concordo com vocês, que este governo não está vocacionado para dar solução a quem mais precisa. Mas, onde estão as alternativas? Onde estão as propostas válidas e de verdade, que sejam capazes de acabar com o desemprego? Onde moram as soluções para acabar com a carestia de vida?
    Ninguém me deu até agora, um sinal de alternativa.
    De resto, abramos bem os olhinhos e pensamos em tons positivos:
    Em toda a Europa, o desemprego e a carestia de vida, alarga por todo lado. Culpa do governo português?
    Por toda a Europa, o clarim da fome, do desespero, dos despedimentos e das falências, toca estridente, sem haver soluções. Culpa do governo português?
    A resseção e a fome que já começou a aparecer na Islândia, também é culpa do governo português?
    As falências e a derrocada financeira nos Estados Unidos da América, na França e na Alemanha, são também culpa do governo português?
    Sejamos claros, práticos e transparentes.
    Em casa onde não há pão - dizia a minha santa mãe - tudo ralha, mas ninguém tem razão.
    Isso mesmo, meus amigos.
    Eu nunca trocarei a vossa amizade, por uma simples ou acalorada discução política.
    Mondim, sempre Mondim, em primeiro lugar.
    Creio que já falei demais,
    Um grande abraço para vocês e que mondim, vença.
    Teixeira da Silva
  • Sem imagem de perfil

    mgraça 13.11.2008

    Olá boa noite sr.Teixeira da Silva!-Falou muito bem e com muitas razões em tudo.Vou já dizendo que não sou Salazarista; que fiquei muito feliz e aliviada quando acabou a gerra no Ultramar,por todos os que se livraram de ir onde estariam por exemplo os meus irmãos; que aprecio muito as benesses que a democracia veio trazer ,as reformas aos aposentados,apesar de curtas ,dantes não havia nada, e muitas outras coisas.Claro que o Mundo inteiro se encontra em crise,não é só em Portugal;mas o que quero dizer é que já estiveram no governo democrático, pessoas que nos inspiravam maior confiança e ao mesmo tempo mais flexíveis, e nem por isso deixavam de se fazer respeitar, compreende?-É só mesmo uma questão de antipatia por estes dois elementos,não é pelo socialismo de maneira nenhma.Claro que depois se observamos como vão as histórias todas sobre os bancos,todas elas muito mal contadas;pois ajuda a ficarmos ainda mais inseguros e gera esta animosidade que estamos todos a atravessar.É isso.É certo que se tivemos que vir cá para baixo ganhar a vida,deixar Mondim; pois claro que no outro tempo era tudo muito pior.Vamos ver se com o tempo tudo acalma.O que é preciso é irmos desabafando uns com os outros,isso já é um bem.
    Entretanto pode ser que apareça alguém com idéias novas para ajudar na crise.Gostei de tudo que disse.E gosto de saber como pensa.
    Um abraço para o amigo.
  • Imagem de perfil

    jts 13.11.2008

    Não sabes, Maria da Graça, o que me custou desabafar concosco desta maneira. Mas, a minha idade já me ensinou muita coisa...por isso já não estranho que nem sempre tenhamos as mesmas opiniões. Uma coisa é certa:
    O meu partido, é Mondim e tudo a que ELE diga respeito.
    Depois em segundo lugar, vem o meu F.C. do Porto e o meu querido Mondinense F. C., do qual sou o sócio n.º 1.
    A terminar, a minha política é a minha terra e a minha gente, tudo o resto são cantigas que já começo a desafinar com a idade.
    Ser Mondinesne - como diz o meu amigo Ginho - é ter um grande coração e uma alma enorme...!
    Ser Mondinense, é também pensar um pouco nos outros, sejam desta ou daquela côr.
    Ser Mondinense, é nunca esquecer as origens, estejamos nós onde quer que estejamos.
    Finalmente, ser Mondinense, é levantar bem alto o nome sagrado da terra dos nossos pais, que deram-nos tudo o puderam para sermos isto tudo que nós somos.
    Maria da Graça, quero dizer-te, que ontem mostrei ao teu tio Mário Augusto, este "blog" e as nossas conversas. Resultado, os seu olhos encheram-se de lágrimas... não de tristeza, mas de grande alegria, por saber que não esquecemos nunca, a nossa história, a nossa terra, a nossa rua, o nosso passado de amizade familiar, enfim...!
    Espero, que compreendas o que aqui disse.
    O meu irmão Nelson, agradece muito penhorado as palavras lindas que disseste da sua mulher. Obrigado.
    Tudo de bom para ti,

    Teixeira da Silva
  • Sem imagem de perfil

    mgraça 14.11.2008

    Viva Amigo! Como muito bem diz, o importante é a boa formação ,o respeito que temos uns pelos outros
    esse orgulho colectivo de sermos mondinenses.
    Fico muito contente pelo tio Mário Augusto ter visto o nosso blog,ainda bem,pois ele também aprecia e respeita muito, o nosso Poeta.Vamos ver se também dá uma palavrinha.
    Quanto ao seu irmão e á Mena, só lhes desejo que esqueçam esse mau bocado São estas coisas que nos alertam para só ligarmos ao que é verdadeiramente importante nesta vida.
    Desejo também para si , muita saúde e para todos os seus.
    Um abraço .
  • Tenho estado a apreciar o dialogo entre dois ferrenhos mondinenses que a seu jeito defendem os seus ideais políticos, desportivos e regionalistas. São dos meus!!! Se tivesse de os "avaliar" iam já 20 pontos para o JTS , por com toda a sua coragem e frontalidade vir a público contestar a opinião de socialistas notáveis, como António J. Seguro, Manuel Alegre e António Costa; e à Maria da Graça daria outros 20 pois, porque tipo " padeira de Aljubarrota" veio de pá em punho defender a sua causa e ao mesmo tempo a de quem levantou a lebre...Continuem, porque a procissão ainda só vai no adro! Um abraço de parabéns para ambos
  • Imagem de perfil

    jts 14.11.2008

    Para o "Costa Pereira" e para a "Maria da Graça", um grande grande "xi-coração".
    Mudando agora as coordenadas, tenho-vos a dizer, que escrevi um grande artigo, sobre a figura do "Dr. Teixeira Lopes".
    Este médico-escritor e extraordinário investigador não para .
    No próximo dia 29, vai intervir numa palestra de "mestres" da cultura, em Lousada, que é a sua terra natal.
    São as 1.ªs Jornadas Culturais e Históricas daquele concelho.
    O artigo, que tive oportunidade de escrever, historiando toda a sua vida desde o seu nascimento até hoje, como uma mini-biografia, vai ser publicado na próxima semana, nos seguintes jornais:
    "A Voz de Trás-os-Montes", "Notícias de Basto" e "Ecos de Basto".
    Espero que vejam e gostem.
    Um abraço aos dois.
    Teixeira da Silva.
  • Vou-me antecipar aqui à Maria da Graça, que devo dizer não conheço pessoalmente, para felicitar o JTS e lhe pedir o favor de dar um abraço meu ao Dr. Teixeira Lopes, por quem tenho especial admiração. Aqui temos nele um daqueles que à semelhança do Dr. Primo Casal Pelayo nos tem vindo a devolver o passado histórico da região de Basto, mormente do concelho de Mondim , tal como agora se conhece. Estes, sem serem, são de facto mondinenses de 1ª , e com direito a nome nas ruas e avenidas da vila e aldeias da nossa terra. Vou ver e ler com certeza!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D