Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Zezito Rato deixou-nos

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 14.09.18

DSC00953.JPG

Desta vez foi só de ida e volta, na companhia da minha esposa, da Soisita e do seu filho Miguel, para tomarmos parte no funeral dum primo da minha mulher e por afinidade também meu, e do irmão e tio dos dois nossos companheiros de viagem. Saímos de Lisboa ás 10h30 e por volta das 12h30 já estávamos abancados em Monte Redondo, onde no Bom Papo, almoçamos.

41572319_1988130391210221_7193957735606517760_n[1]

E tudo isto, porquê? Vamos à descrição: O Zézito “Rato” pregou-me uma partida ou foi a parca que lhe pregou a partida a ele. De seu nome completo José Sousa Afonso, este bajouquense, apenas  com 67 anos, deixou o mundo dos vivos no passado dia 11 e foi a sepultar no dia 13, pertinho da casa, onde nas Lameiras da Bajouca, nasceu. Deixou saudades pela sua simplicidade e espirito muito aberto e franco. Gostava de me encontrar com ele sempre que calhava, pois tinha sempre um ar da sua graça para criar bom ambiente. Desta vez não o vi nas festas de Sto. Aleixo, e também jamais o volto a ver partilhar nelas, nem ele também a mim. Não somos de cá, embora muitos pensem que sim e se portam como tal. Dos quatro irmãos já só o Ramiro e Soisita, são vivos. Alice já há muito que faleceu. O Zezito era o mais novo dos quatro, e também um dos mais asados para cuidar dos terras e dos seus pinhais. Ficou mais pobre a família dos Afonsos da capital do barro leiriense. Deixa de luto além do mais, seus diletos filhos: Dulcineia, José Carlos, Leonardo e Adélia. Residia no Vale de Cima, o seu funeral constituiu uma verdadeira prova de como o saudoso finado era estimado pela comunidade local e arredores  ao vermos  associar-se tanta gente às exéquias que tiveram inicio ás 17h00 na igreja paroquial e culminaram com o cortejo fúnebre para o cemitério da Bajouca. Terminadas as cerimónias regressamos a nossas casas onde por volta das 21h00 já cá estavamos de novo. A todos os familiares do saudoso extinto as mais sentidas condolências, e ao Zezito votos para  que descanse em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:22


Se Deus deixar, podem contar comigo

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 01.09.18

DSC00901.JPG

Chegou o dia 1 de Setembro, o qual  a juventude que na Bajouca, e não só , nasceu em 1938,  escolheu para este ano festejar o evento com o tradicional almoço-convívio servido no Café-Restaurante Ka-Te-Kero da Isabel dos 13.

DSC00904.JPG

Já há um bom pare de anos que sou cliente, e embora nascido nas faldas do Marão, e sopé de Nossa Senhora da Graça (Monte Farinha) posso dizer que a capital do barro leiriense é bem mais que a minha segunda terra-mãe pois aqui por casamento estou ligado de alma e coração.

DSC00903.JPG

O que quer dizer que me considero em família e membro da comunidade bajouquense. Feita a introdução vamos à reportagem que começa por volta das 13h00, com a chegada dos que comigo fazem este ano “dois carro”, como se dizia dantes na minha terra. Dois carros dado que cada carro corresponde a 40 arrobas ou alqueires, e portanto “dois caros” quer dizer 80 anos.  É que na Bajouca já ouvi falar de “móios” , que para mim é latim. Mas pelos vistos dizem corresponder a sessenta medidas. Cada terra com seu uso e cada roca com seu fuso. 

DSC00905.JPG

Com a juventude vem também algumas moletas, eu trouxe a minha que veio o ano passado, gostou e cá a tenho uma vez mais comigo. Esta  sim, é bajouquense de gema. O meu vizinho de frente, além da Luzia, trouxe também o Nuno, seu filho, como condutor e seguro companheiro da mãe.

DSC00920.JPG

Éramos 32 comensais, mas "aneiros" de 1938 apenas 15, entre homens e mulheres. O restaurante que neste dia entrou de férias até ao próximo dia 16, esteve por nossa conta graças à simpatia e consideração que a Isabel tem por este grupo de clientes seus, daí se disponibilizar para nos atender. Bem haja.

DSC00902.JPG

Além do pároco, Sr. Padre Davide Gonçalves, também esteve presente o Sr. Padre Melquiades, e antes do inicio do almoço o Sr. Silvino fez as merecidas referencias aos últimos quatro companheiros que este ano deixaram de fazer parte da nossa companhia terrena, e de seguida abençoou a mesa.

DSC00908.JPG

Com o Sílvino Cabecinhas e o “Ferreirito” na organização desde  a primeira hora, as promessas de alguns que depois falham, começam a fazer moça e a desanimar quem com os anos vai perdendo a paciência por muita boa vontade que tenha.

DSC00922.JPG

Mas mesmo assim já ficou marcado outro para o próximo ano, no ultimo sábado de Agosto esperamos que a Isabel não se esqueça de o marcar. E se Deus deixar, podem contar comigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:27


Sentidas condolências

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 29.08.18

DSC00831.JPG

Com 73 anos faleceu ontem o Sr. Hilário Ferreira Pedrosa Gaspar, que foi residente na Rua do Vale-Bajouca (Leiria). Era casado com a Srª Maria Rosa Ferreira  Pedrosa Cabecinhas e pai de Licínio e David Ferreira Gaspar. Bajouquense muito estimado e querido por toda a comunidade paroquial e civil que muito bem serviu nos mais diversos labores, mormente no que respeita ao grupo dos amigos do Verbo Divino, onde muitas vezes notei a sua presença nos encontros e na cozedura das fornadas juntamente com a esposa, e fazendo equipa com o José Soares e a Fernanda Capitão. O malandro do coração deixou de funcionar, e quando isso acontece lá vamos nós desta para melhor. Foi cedo de mais, pois ainda tinha muito para dar de seu à comunidade. Que Deus o tenha junto de si e ele se lembre dos que ainda por cá ficaram mais algum tempo, e rogue para que tenhamos também um bom lugar quando lá chegarmos. O seu funeral vai hoje, dia 29, decorrer pelas 18h00, após as cerimónias religiosas na igreja paroquial da Bajouca e para o cemitério local. A toda a família em luto as minhas sentidas condolências. Que descanse em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:24


Que os homens ajudem, como Deus quer

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 28.08.18

DSC00141.JPG

Um fim de semana sossegado como já há muito não acontecia quando venho à capital do barro leiriense. Com os habituais animadores da nossa estadia por estas paragens ocupados noutras tarefas prioritárias, e já antecipadamente programadas, tivemos que por nós próprios fazer a caminhada sem a acostumada companhia e a fraterna amizade. E lá se fez com a deslocação aos 13, para na Isabel, tomar o cafezinho da ordem, após o almoço e já com a Missa dominical que o sr. Padre Davide celebrou às 09h00, tendo como seu ajudante o diácono João Paiva.

DSCN3293.JPG

Entretanto a semana começa a decorrer e cada um tem mais que fazer do que gozar férias. Resultado?! Lá tenho que me desenvencilhar e com mais ou menos net arranjar forma de ocupar o tempo o melhor possível. Hoje até já consegui ver um meu arrazoado que Tempo Caminhado divulgou a fazer referência à Peregrinação de Nossa Senhora da Graça que no próximo domingo, 02 de Setembro vai ter lugar no alto do Monte Farinha, concelho de Mondim de Basto.

15819919_7IUWP.jpg

Já há muito que não tomo parte nesta festa de que durante muitos anos fui fiel peregrino. Na ultima ainda almocei com o saudoso bispo da diocese D. Joaquim Gonçalves. Que saudades desse tempo, em que também o Padre Guedes, de saudosa memória, paroquiava Vilar de Ferreiros. O tempo com sua enxó lá vai moldando as páginas da historia que os homens e a natureza deixam ao seu cuidado talhar. Pede-se também é que os homens ajudem, como Deus quer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51


Esta de parabéns o meu neto Álvaro

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 24.08.18

DSC00817.JPG

 Está de parabéns o meu netinho Álvaro, que faz nesta sexta-feira, 24 de Agosto, cinco anos. De parabéns estão os pais e os avós maternos e paternos, os tios; e os primos que são às dúzias. Foi-lhe preparado um lanche-convívio onde estiveram membros da família e amiguinhos do colégio que frequenta.

DSC00804.JPG

Foi um dia feliz para o “Alvarito” que já há  duas ou três noites que acordava cedo a pensar nesta data, e a contar os dias que faltavam sei lá desde quando?! É assim com todas as criaturas: até aos 20 anos os jovens esfarrapam-se por lá chegar. Dali para a frente o tempo se encarrega de nos levar pela mão, e quando demos por ela já entremos nos “entas” e acabou-se a juventude.

DSC00807.JPG

Mas importa viver bem todas estas fases da vida que Deus nos dá, e saborealas quando se pode fazê-lo. No tempo em que nasci quase ninguém sabia o dia em que nasceu, e então festeja-lo é que nem pensar. Fruto de ter nascido na época da II Grande Guerra Mundial.

DSC00808.JPG

Tudo mudou para melhor e hoje saber o que custou é bom lembra-lo aos mais jovens para que evitem não resvalarem para semelhante tragédia. Os prazeres da vida e a liberdade sem regras pode provocar o caos e desarranjar os carretos cerebrais.

DSC00802.JPG

 Gostei desta tarde que passei com o meu neto, na companhia de gente amiga, mesmo perante algumas caras que não conhecia, mas como diz o adágio “Os amigos dos meus filhos, meus amigos são”.

DSC00816.JPG

O calor que se fez sentir ajudou à festividade e um saltinho até à Quinta das Conchas, ali ao pé, serviu para aliviar o stress do aniversariante e seus companheiros, e aos mais crescidos de igual modo. Que São Bartolomeu sempre proteja o meu neto e todos os seus amigos. Parabéns ao Ávarito

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13


Os Pousos ficaram mais pobres

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 21.08.18

DSC00795.JPG

Mª da Conceição Neves David Fernandes

( N:  !7-4-1934 - F: 18-8-2018 )

Com 84 anos faleceu no passado dia 18 a Srª. D. Maria da Conceição Neves David Fernandes, esposa de Agostinho Domingos Fernandes e mãe de Sandra Isabel David Fernandes. O seu funeral realizou-se esta terça-feira para o cemitério dos Pousos após  as cerimónias religiosas e da despedida física desta senhora que com o marido muito serviram esta comunidade envolvente da cidade leiriense, onde no Paulo VI residia. Amante e cultor da boa música o Agostinho Fernandes sempre soube conciliar a sua atividade bancaria com a cultura musical e vai por certo continuar a fazê-lo agora em louvor da sua falecida esposa. Assim o espero e porque os homens de fé sabem que a vida para nós cristãos  vai continuar noutra dimensão só temos que nos alegrar, embora tristes pela perda da companhia de quem nos deixa. Razão porque deixo aqui os meus sentidos pêsames a toda esta a família de bajouquenses em luto, mormente ao viúvo, ao seu irmão José Vitória, à Luz e aos sobrinhos Fernanda e marido Zé João Soares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34


Peregrinação de 2018

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 18.08.18

peregrinação2018.jpg

Como é tradição o bispo diocesano é quem preside à grande peregrinação de Nossa Senhora  da Graça, que no alto do Monte Farinha anualmente se realiza no primeiro domingo de Setembro, e que este ano calha do dia 02. Vamos por isso ter connosco, o bispo D. Amândio, ilustre prelado da diocese de Vila Real, e nosso co-provinciano, natural de Chaves.

DSCN3299.JPG

A Peregrinação começa às 08h00 com confissões no santuário, e com o inicio da procissão que às 10h15 sai do Largo de Santiago com destino ao 2º adro. No decorrer da qual será recitado e rezado o terço desse dia, por certos os Mistérios Gloriosos. Ás 11h00 terá inicio a Missa Solene e campal, presidida por D. Amândio.

7521104_kVV5A.jpg

O padre João Paulo, pároco de Vilar de Ferreiros e por aderência presidente da Irmandade de Nossa Senhora da Graça,  como anfitreão e encarregado de bem servir os visitantes e em especial os peregrinos que são quem dão vida a este famoso santuário mariano de Trás-os-Montes e miradouro inconfundível do norte de Portugal.

DSC00567.JPG

Agora é que merece a pena subir ao Monte Farinha, não para ver ciclistas, mas para nos encontrarmos com a Mãe de Jesus, e com ela, e por sua interseção, pedir a graça de Deus para ver o mundo mais harmonioso e justo, onde as desigualdades não sejam tão evidentes e escandolosas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:09


Para o ano há mais

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 18.08.18

 

37543075_1455324251280981_8882810602347560960_n[1]

E chegamos ao fim das festas de Santo Aleixo da Bajouca de 2018. Foram cinco dias bem passados, com cerimónias religiosas, boa musica, exibições artísticas e culturais, folclore e etnografia, artesanato, gastronomia e tudo o mais que festas com tradição como esta, alimentam e dão a conhecer.  Desta vez assisti de principio ao fim aos principais momentos significativos dos festejos que foi no dia 11 de Agosto. Nesse dia, sábado, logo pela manhã quem se inscreveu, e são sempre muitos os concorrentes, partiram em demanda dos mais recônditos lugarejos da freguesia, em passeio de bicicleta os participantes que ao cabo de cerca de 2h00 tiveram direito ao almoço, uma feijoada no restaurante da festa.

DSC00608.JPG

Ás 20h00 veio de Fátima, o Reitor do Santuário, sr. Padre Carlos Cabecinhas, celebrar a Eucaristia e dar inicio oficial às festividades religiosas da sua terra-natal.

DSC00634.JPG

No domingo, dia 12, calhou ao padre Soares, vir de Almodovar (Beja), onde é pároco, fazer o mesmo. Mas com Missa às 14h30, seguida de procissão e leilão de ofertas. O resto  tarde foi com folclore e a exibição dos idosos do Centro Dia da Bajouca, sempre muito alegres e animados.

DSC00649.JPG

Já o dia 13 teve como celebrante o pároco  dos Pousos (Leiria), coadjuvado pelo da Bajouca, mais o bajouquense sr. Padre Melquiades e diácono João Paiva, que tomou parte em todas as cerimónias religiosas da festa deste ano.  Tratou-se duma cerimónia em que a paroquia dos Pousos congeminou com a da Bajouca. Tudo fruto da Festa da Fé promovida pela diocese de Leiria.

080.JPG

Surge o dia 14 que tem como destaque além da música e do folclore a presença de mais um bajouquense ilustre a presidir à Eucaristia, o Sr. Padre frei Fernando Cabecinhas, superior dos “frades Capuchinhos” (franciscanos),  em Portugal.

DSC00677.JPG

Para encerrar chega o dia 15, dia de Nossa Senhora da Assunção, feriado e dia santo de guarda após Pio XII ter tornado dogma de fé um desejo milenário que desde as origens do cristianismo os fieis ansiavam ver concretizado e por isso o alimentavam de modo fervoroso. Uma vez mais foi ao pároco, sr. Padre Davide Gonçalves que competiu celebrar a Missa e como sempre as suas homilias são bem preparadas e causam apreço a quem as ouve.

DSC00684.JPG

DSC00688.JPG

DSC00696.JPG

Como de costume as festas de Santo Aleixo da Bajouca terminam com a tradicional sessão de fogo artístico, às 24h00, prolongando com musica de conceituado conjunto até que os dançantes e os apreciadores se fartassem. Deixei-os  no fim do fogo e fui pra deita. Para o ano há mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:43


O tempo está convidativo

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 11.08.18

DSC00531.JPG

Começou hoje, sábado, dia 11,  e só na quarta-feira, dia 15, é que termina a festa de Santo  Aleixo da Bajouca. O programa é aliciante, mas o restaurante da festa é quem mais atrai os festeiros que de longe se deslocam ali para saborear o famoso “carneiro à Bajouca” que como de costume tem o “mestre Lino” na sua confeção.

DSC00548.JPG

A fama até já atravessou fronteiras pois é vulgar encontrar imigrantes que dizem vieram ali a conselho de amigos com quem travaram conhecimento nos países onde trabalham. O ano passado fui testemunha de um caso destes. Mas vamos ao dia de hoje que tinha noticiado em post anterior e agora ratifico com imagens do  passeio em  bicicleta e o programa mais completo e visível dos festejos.

DSC00606.JPG

Apareçam que no fim da missa vespertina, celebrada pelo bajouquense Sr. Padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, coadjuvado pelo diácono João Paiva, às 20h00 abre ao publico o restaurante e o “carneiro à Bajouca” além dos demais pratos da culinária da região surge para despertar o apetite. Venham que o tempo está convidativo. Chamativo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:19


À volta da Volta

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 08.08.18

 

5758167_9lPFV[1].jpg

 Não sei porquê, mas acontece. Quando se tem em mira atingir um fim as coisas dão-se e tudo o mais fica para trás das costas. Estou-me a recordar de quando pela primeira vez vi os corredores passarem em Vilarinho, Vilar, Cainha e Campos, e pela Serra descerem a Mondim. Hoje as Fisgas de Ermelo estão em alta e ainda que zona despovoada a sua imponência telúrica exige particular atenção. De acordo. Entrando pela Anta, Bobal, Bilhó e Cavernelhe, os ciclistas descem do Fojo ( vizinho das Fisgas) até desembocarem na EN 304 em direção ao cimo do Monte Farinha ( Srª da Graça), onde em Mondim têm uma Meta Volante. É dia grande para a mondinense terra, que nesta ocasião atrai centenas de apreciadores deste nobre desporto em que homem a pedalar mostra a sua capacidade e desejo de vencer. Os adeptos são muitos e vem de longe para ver e felicitar os seus "ídolos" de preferência.

17205274_slf4B[1].jpg

Todo o concelho de Mondim de Basto é espaço ocupado por onde se sabe vão passar os corredores. Mas é ao longo da estrada de acesso ao Monte Farinha que melhor  isso se verifica. É já no próximo sábado, dia 11. Não percam a oportunidade de também visitarem o santuário mais notável de Trás-os-Montes, e de na casa das estampas adquirir uma recordação da visita. E se por lá encontrar o padre João Paulo, pároco de Vilar de Ferreiros, até a recordação já pode vir benzida, se lhe pedirem. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D