Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Numa outra perspectiva

por aquimetem, em 15.08.17

Foi mais um dia de festa, o 4º dos 5 com que a Bajouca honra o seu padroeiro Santo Aleixo. Com Missa vespertina e solene, às 20h00, concelebrada pelo pároco, Sr. Padre Davide e o salesiano Sr. Padre Leal, presidiu o bajouquense Sr. Padre Melequiedes. Finda a celebração há  que procurar senha de entrada no restaurante da festa e esperar que chamem pelo número que contem. Os clientes vindos de perto e longe são às centenas e a ordem é rigorosamente respeitada no serviço e nas entradas.  Mas tive sorte, até no passar as quase 02h00 de espera para ser chamado. Como eu, também um casal amigo de bajouquenses de diáspora, conceituados dentistas em Lisboa, a Luz e Francisco, mais duas filhas ajudou a passar o tempo em amena cavaqueira. Fomos praticamente os últimos a ser servidos. Tanto assim que ao sair do restaurante já uma grande parte dos voluntários que generosamente formam a coluna vertical da festa rainha desta inigualável comunidade bajouquense estavam a servir-se à mesa depois de terem servido os outros. Grande pessoal

DSC00190.JPG

DSC00196.JPG

DSC00194.JPG

O Sr. Padre Melquiades na homilia

DSC00200.JPG

Um casal de velhos amigos

DSC00182.JPG

Um aspecto do restaurante

DSC00207.JPG

Pessoal de serviço

DSC00206.JPG

 Numa outra perspectiva 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40


Ficou vazio e rendeu bem

por aquimetem, em 14.08.17

Reportagem fotográfica do andor do lugar da Bajouca Centro, nas festas de Santo Aleixo de 2017, desde o arranjo, ornamentação, enfeite com ofertas, na procissão e no leilão. Na garagem da Saudade "Rata" :

IMG_0001.JPG

Arranjo

IMG_0005.JPG

Ornamentação

DSC00115 (2).JPG

Enfeite com ofertas :

DSC00134.JPG

DSC00147.JPG

DSC00111 (2).JPG

DSC00113 (2).JPG

Já pronto para sair e desfilar:

DSC00155.JPG

 Agora muito bem conduzido ao ombro de  generosos bajouquenses do lugar lá desfilou em procissão, com outros seus similares dos diferentes lugares, no fim da Missa dominical e solene, que o pároco Sr. Padre Davide celebrou, às 14h30.  

DSC00175.JPG

Após a procissão ficou despido graças a acção dos leiloeiros de ocasião os irmãos Sarradela, António e Arménio, e  colaboradores.  Ficou vazio e rendeu bem

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:02


Um Campeão de 61

por aquimetem, em 09.08.17

IMG_7760.JPG

Foi na Região de Leira, do passado dia 03 de Agosto, que dei conta da noticia anunciadora da proeza deste meu familiar que, no estádio de Viby, na Dinamarca, o Licínio Pereira, aos 61 anos se tinha consagrado vencedor do Campeonato da Europa de Atletismo de Veteranos, em pista. Licenciado pelo Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, este meu sobrinho cedo se apaixonou pelo desporto pedestre que de perto testemunhei, mesmo quando estudante aplicado que sempre foi. Hoje conceituado industrial com estufas na zona de Santarem, nem por isso deixa de se dedicar a um desporto que gosta e com muita dedicação pratica. Natural e residente no Coimbrão (Leiria), o Eng. Licínio faz parte do grupo Industrial Desportivo Vieirense (Vieira de Leiria-Marinha Grande). Ainda lhe não dei os parabéns pessoalmente, mas não tardará. Para já dou-lhos aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:20


Não se fiquem por aí.

por aquimetem, em 18.06.17

 

6MNHKNXH.jpg

Cercado por Castanheira de Pera, Góis, Pampilhosa da Serra, Sertã e Figueiró dos Vinhos, Pedrogão Grande é um município do distrito de Leiria, região Centro, da qual sou apreciador e tenho por todo esse espaço geográfico particular admiração. No meu trabalho “Nossa Senhora da Graça - Na Fé dos Mareantes” consagrei algumas páginas a esta região, onde neste fim de semana se deu uma tragédia com um fogo florestal que neste momento já deu conta de 62 mortos e 54 feridos graves.

18428855_5gCoR.jpg

Uma série de amigos tenho muito afectos à região, o saudoso Evaristo que foi do restaurante Isaura, na Av. de Paris, em Lisboa, proprietário e era natural de Figueiró dos Vinhos. O saudoso guarda florestal do Parque de Monsanto, também em Lisboa, que da freguesia da Graça ( Pedrogão Grande) era natural ; bem como entre os vivos o meu comprovinciano João de Deus Rodrigues, poeta e prosador que ali foi por casamento encontrar a companheira e veio da continuidade por onde a gesta transmontana deixa rasto. 

BBCosZj[1].jpg

Aos familiares das vítimas que ficam em dor profunda, e não se consolam com palavras ocasionais…Faço votos que os abraços e palmadinhas…dos nossos políticos não se fiquem por aí…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:34


Vão às sopas do Pisão

por aquimetem, em 02.03.17

Cartaz sopas (1).jpg

Mais uma iniciativa da ABAD a louvar, já que leva alegria e boa disposição, a quem lá poder estar no próximo sábado, dia 04. Sempre muito participado e em crescente os sabores da culinária bajouquense também nas sopas se distingue. Dos responsáveis pelo evento recebi hoje um e-mail que sei se destina a todos os leitores deste blog, onde consta:

“Caros amigos,
Em anexo se envia o cartaz respeitante ao X Festival das Sopas, a realizar no salão do Pisão - Bajouca, no próximo dia 4 de Março, pelas 20 horas.
Contamos com a vossa presença!
Com os melhores cumprimentos,
P'la Direção
Fátima Fernandes

ABAD - Associação Bajouquense para o Desenvolvimento
Rua das Matas, nº 120
2425-196 Bajouca
Telefone: 911169260
http://www.bajouca.org/ “

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:22


Boas entradas no 2017.

por aquimetem, em 31.12.16

DSCN0789.JPG

Como de costume quando na capital do barro leiriense tenho por hábito visitar o patrão da terra em primeiro de tudo, mas hoje não foi assim. Com receio de se esgotar a cozedura do pão, passei primeiro pelo Olival da Paróquia, onde parei uns segundos a ver a tradicional equipa bajouquense dos Amigos do Verbo Divino atarefada com mais uma fornada destinada à angariação de fundos para o benjamim convento das Clarissas de Timor, que as Irmãs Clarissas de Monte Real fizeram germinar.

DSCN0788.JPG

 Dá gosto ver esta laboriosa equipa com a Fernanda Capitão na vanguarda, a trabalhar afincada e generosamente por esta e outras causas nobres da, e para além, Bajouca. Chama-se a isto passar e festejar verdadeiramente um fim de ano cristão: servir com ternura e carinho tudo quanto seja ajudar os mais carenciados a terem uma vida melhor. Para esta gente laboriosa os votos de boas entradas no 2017.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31


É melhor não confiar

por aquimetem, em 07.09.16

57cf264f-c7bc-4d01-9db9-5b155e7eaa97.png

De noticia que li hoje no Diário de Leiria, mereceu-me esta modesta, mas muito convicta, opinião, se tiverem outra acho muito bem:

De mal a pior, no que toca a assistência medica neste país, e com um governo a prometer o que não dá, como tira. A Bajouca é uma das autarquias do concelho de Leiria que se distinguiu na aquisição de serviços sociais para os seus habitantes, como Centro Social e Posto Médico, além de muitos outros de carácter cultural e desportivo onde os valores humanos são realçados. Sem contar surge a determinação superior a ordenar que o Posto Medico encerrasse pois não há funcionário para manter a porta aberta. Quem precisar dos serviços que vá bater a outra porta, neste caso a Monte Redondo. Assim vai a saúde à socialista, neste país das bananas. Para já a promessa é de “encerrado temporariamente”, oxalá seja verdade, mas nas promessas desta gente é melhor não confiar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:40


Em tempo de férias até dá jeito.

por aquimetem, em 17.07.16

IMG_6647.JPG

Hoje já ninguém sabe se na viagem, no local de trabalho ou em sua casa tem a vida segura, o recente massacre de Nice e o golpe falhado da Torquia, são exemplo a ter em conta. Mas em contrapartida os portugueses podem se dar por felizes, além de Campeões Europeus de Futebol, primeiros em Atletismo, e agora Campeões Europeus de Hóquei em Patins é caso para não esquecer e festejar de forma exuberante. Se maneira melhor não houver para desenvolver a industria medalheira seja esta fomentada pelo Sr. PR que não tem tido mãos a medir a medalhar os nossos atletas campeões. Eu vou para ferias uns dias e não sei se por lá terei oportunidade de acompanhar o rodar do nosso cotidiano, mas na medida do possível vou fazer por isso. Comigo levo o que neste 17 de Julho já me deu para reflectir: 84 mortos, em Nice, pelo menos 265 na Torquia, e com um António Costa nos bastidores à espera que a conjuntura europeia dê uma ajuda. Se não der também se dispensa, o Zé tem cinto com buracos para apertar, e em tempo de férias até dá jeito.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47


Modelo para quem fica....

por aquimetem, em 14.03.16

IMG_6044 (4).JPG

Vitima de doença que não perdoa faleceu ontem a saudosa bajouquense Isabel Pedrosa, apenas com 50 anos, deixa viúvo o Sr. António Marcelino, e órfãos de mãe dois filhos, o Lucas e o Igor. Família muito conceituada na Bajouca e em toda a região leiriense, ainda não há muito tempo, em 27 de Setembro ultimo, também a propósito do passamento de seu pai, fiz uma noticia neste blog sob o titulo “ Homens destes não morrem” onde constava ainda o nome desta filha dilecta do saudoso ti “Zé das Matas”. Da agora extinta D. Maria Isabel Pereira Pedrosa, guardo a recordação do ultimo momento em que a vi, na festa da catequese, que decorreu no salão paroquial da Bajouca, no passado dia 19 de Dezembro. Porque não me é possível estar presente nas cerimónias fúnebres que vão hoje decorrer aproveito para apresentar os meus sinceros e sentidos pêsames a toda a sua família enlutada, deixando aqui um particular agradecimento à pessoa amiga que ontem me alertou para esta noticia online que consta na pág. de José Pedrosa : “Venho por este meio informar que a minha irmã Isabel Pedrosa faleceu hoje, dia 13/03/2016 e o corpo chega amanhã às 11h, à casa mortuária da Bajouca. O funeral será às 16h, na Igreja da Bajouca”. O que disse de seu pai, aplica-se a esta sua filha: as almas boas e sofredoras também não morrem, são modelo para quem fica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:28


D. Maria Helena Trigo

por aquimetem, em 22.08.14

          Faleceu esta distinta senhora que passou a vida a fazer bem, e que como Assistente Social deixou rasto nos locais de trabalho  por onde passou, formando e orientando centenas de jovens alunas que a tiveram por mestra e amiga confidente. Conheci-a de perto e com ela assisti às comemorações das Bodas de Ouro da Escola Social Rural de Leiria, que em 2007 foram festejadas na cidade do Lis. A propósito desse evento escrevi então, em post de 28 de Junho, no meu blog Ao Sabor do Tempo:

          "Para garantir uma formação de base mais sólida, o Curso era repartido por três grandes áreas, a saber: Cultura Geral: Português, História de Portugal, Noções Elementares de Psicologia, Pedagogia, Serviço Social, Noções Elementares de Arte, Economia Doméstica e Civilidade. Artes Domésticas: Limpeza e Arranjo Doméstico, Costura, Bordados, Tecelagem, Culinária, Noções de Enfermagem e Puericultura. Esta componente de formação incluía actividades práticas desenvolvidas na escola, através da constituição de equipas de trabalho que garantiam os cuidados necessários à boa ordem e manutenção dos espaços onde as alunas residiam e estudavam. Noções de Agro-Pecuária: Agricultura, Jardinagem, Criação de Aves e de outros animais eram também ensinadas com o objectivo não só de proporcionar o conhecimento destas actividades características do mundo rural, mas também, através da vertente prática, de garantir que se davam às alunas, maioritariamente oriundas desse meio, os conhecimentos necessários para poderem, uma vez regressadas aos seus locais de origem, ser elas próprias factores de desenvolvimento local".- Dessa escola foi Directora desde 22 de Dez. de 1958 a Dez. de 1962 e de 18 de Outubro de 1964 a 9 de Outubro de 1968, D.Maria Helena Costa Trigo.

 

 D.Maria Helena Costa Trigo

           A Missa do 7ºDia que hoje ocorreu, às 12h10, na igreja de São João de Deus, em Lisboa, foi uma demonstração desse afecto com que a D. Maria Helena era presença na consideração das suas agradecidas amigas, muitas  que ajudou a ser verdadeiras mulheres, esposas e mães. Lá encontrei de Leiria, a Lina; e de Lisboa, a Maria dos Anjos, e eu, em representação da Saudade, alunas que foram da Escola Social e Rural de Leiria, e tiveram por formadora a D. Maria Helena

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D