Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um bocadinho da Procissão

por aquimetem, em 07.05.13

           No Dia da Mãe, que foi também o da Procissão de Nossa Senhora da Saúde, aproveitei para antes de assistir à procissão que do Lg. Martim Moniz saiu às 16:00h, ao passar pela igreja de São Domingos colher esta imagem. Trata-se de uma imagem que se cultua na igreja de NS da Saúde e que ficou em exposição no fim da Procissão de Velas realizada no sábado, dia 4. Ocorrencia que deve ter a ver com o facto da Real Irmandade de Nossa Senhora da Saúde e de São Sebastião se situarem na área geográfica da paróquia de Santa Justa e Santa Rufina, cujo pároco da igreja de São Domingos, na Baixa, é sempre o capelão da Irmandade e reitor da igreja da Senhora da Saúde.

 

           O culto a Nossa Senhora da Saúde é muito grande na cidade de Lisboa, e  todos os anos se espelha publicamente nas tradicionais solenidades que desde o século XVI os alfacinhas fazem à Virgem e que culminam com uma procissão de agradecimento e protecção. A sua origem remonta a 1505, altura em que  os artilheiros da Corte, sediados no Castelo, fundaram a Irmandade de São Sebastião, a que poucos uns anos depois  se lhe juntou a então chamada Associação de Nossa Senhora da Saúde, que tinha e tem por objectivo promover o culto à Virgem Santíssima. Situada no Bairro da Mouraria, em sítio outrora localizado fora das muralhas da cidade, esta ermida(igreja) gozou da protecção, não só de reis, rainhas e príncipes, mas também de fidalgos, militares e beneméritos, e em 1861 D. Pedro V elevou a ermida à dignidade de Capela Real. 

 

          Com a do Corpo de Deus e  a de Santo António, a Procissão da Nossa Senhora da Saude constitui os três mais importantes eventos festivos da Fé Cristã celebrados na cidade de Lisboa, e os mais fervorosamente partilhados pelo povo da cidade e dos subúrbios. Há já algumas décadas que sempre que possivel tomo parte nestas procissões, na de Nossa Senhora da Saúde deste ano cheguei atrasado, mas compareci. As mães terrenas também requerem atenção, já não tenho a minha, mas sou pai e a minha esposa mãe. A do Céu, desculpa o meu atraso.  

           Se Nossa Senhora da Saúde é transportada aos ombros de civis, já São Sebastião é conduzido por militares, pois na Arma de Artilharia está a origem desta Procissão na cidade de Lisboa. Nela partilhei, neste 2013.  

 

           As procissões, como li, este ano, no programa das solenidades em louvor de Nossa Senhora da Saúde "exprimem um aspecto fundamental do povo cristão: não é um povo "instalado" num lugar, mas peregrino, um povo em marcha. Isto já era uma característica do Povo de Deus no Antigo Testamento". De igual modo" As "procissões" manifestam todas estas realidades se são de verdade marcha ordenada e piedosa de uma comunidade e não unicamente um aglomerado de pessoas ou um pretexto para a arte e o folclore". Para evitar essa tendência, no caso das "romarias" a Nossa Senhora, recomendou São Josemaria Escrivá aos seus filhos e filhas no Opus Dei que as fizessem em grupo nunca superior a dois ou três fieis. Mas "romarias", não são procissões.

 

          O vídeo mostra um bocadinho da Procissão a passar na Praça da Figueira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:59



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D