Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O rei da tarde, o Eduardo

por aquimetem, em 01.12.12

          Sem 1º de Dezembro os Restauradores não tem sentido na toponímica da cidade, daí a necessidade de novos Conjurados....

 

          Hoje foi a  última vez que se assinalou oficialmente o feriado de 01 de Dezembro, na sequência da decisão Governamental  de acabar com dois feriados civis - os que se comemoram a 01 de Dezembro (Restauração da Independência de Portugal, em 1640)  e 05 de Outubro (implantação da República) - e dois católicos - Assunção de Nossa Senhora ao Céu, a 15 de Agosto) e do Corpo de Deus (60 dias após a Páscoa) a partir de 2013. É o resultado das liberdades que se deram não ao verdadeiro povo português, mas a todos os libertinos que do país se apoderaram após o 25 de Abril e hoje são responsáveis pelo estado miserável da Nação. Esta atitude da classe politica que nos governa é bem o símbolo da submissão a forças estranhas ao sentimento genuíno do povo português, e dos efeitos desastrosos desse comportamento estamos já a colher os frutos amargos dessa sementeira. Na igreja de São Domingos (à Baixa) foi celebrada Missa em memória dessa data histórica que agora os progressistas tentam fazer esquecer e assim apagar e denegrir o nome daqueles patriotas de 1640 que se bateram pela  Restauração da Independência de Portugal do domínio estrangeiro. Eucaristia solene e muito participada em que muitos dos herdeiros desse ideal patriótico e cristão se mantém vivo  foi presidida pelo Pároco de Santa Justa e Santa Rufina, Padre Dr. Victor Gonçalves.

           O facto de muitos portugueses discordar da decisão governamental, pôs em marcha um movimento decidido a avançar com um projecto de lei para restaurar o feriado agora extinto.  Nos termos da lei são necessárias 35.000 assinaturas, mas "em homenagem aos 40 conjurados de 1640, o Movimento 1. de Dezembro planeia reunir a assinatura de 40.000 subscritores", quando chegar a minha oportunidade, tem o meu voto! Em verdade não foi com intenção de assistir a este acto comemorativo que me desloquei a São Domingos nesta manhã de Sábado, dia 01 de Dezembro, foi sim a de assistir à Missa que habitualmente ali se celebra às 12:00h. Só quando lá cheguei é que pelo ambiente solene com que a serimónia decorria percebi que Portugal estava ali a ser colocado aos cuidados da Imaculada Conceição e a rogo de um punhado de portugueses fieis às suas raízes patrióticas e cristãs hoje tão mal acompanhados por uma sociedade cada vez mais materializada e consequentemente esquecida dos valores que serviram de orientação no comportamento dos fundadores deste que foi Um Jardim à Beira Mar Plantado.

  

           Para um cristão uma Missa nunca é demorada, pois ali se repete a Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, mas quem alheio ao acto nos vem procurar a casa e não sabe o nosso paradeiro fica preocupado. Assim aconteceu hoje quando só por volta das 14:00h cheguei para almoçar, e tinha a informação que a seguir ia ter a visita do Eduardo, o mais jovem visitante que até hoje entrou em minha casa. Aqui o Leonel e o Pedro, avô e pai do benjamim visitante. A Imaculada Conceição pagou-me  bem  a  hora e vinte minutos que durou a Santa Missa, em dia da Restauração e véspera do Advento com que se inicia tambem amanhã, domingo, um Novo Ano litúrgico!

           Aqui toda babosa a Isabel (avó), a Ana (mãe), o Pedro (pai) e a ti Saudade com o rei da tarde ao colo, um maravilhoso sobrinho, em 3ºgrau. Coisa linda!

 

           Aos pais do Eduardo, Ana e Pedro, o nosso muito obrigado pela vossa visita em dia que fica marcado pelo fim do Dia da  Restauração da Independência de Portugal e da apresentação do Eduardo a este casal de tios que lhe desejam as maiores venturas. Bem hajam!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:31



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D