Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um dia de festa, também nos céus

por aquimetem, em 28.05.12

         Ontem, dia 27, fui a Mafra a convite do Bruno e da Catarina. Utilizei a "Mafrense" que serve muito bem toda aquela parte da região saloia, e com um pessoal atencioso e disponível para ajudar os passageiros digno de ser apontado como exemplo. Duas razões fortes influíram para deixar o carro em Lisboa: saber que as obras de urbanização junto ao Convento impedem que se estacione ali perto, e que a viagem de autocarro se faz rápido e comodamente, com paragem no centro da vila. Depois não era apenas o baptismo do Benjamim que quase enchia a igreja do sumptuoso Convento-Palácio que D.João V mandou construir em 1711, também ali se festejou ontem com elevada participação a solenidade do Pentecostes.

           Solenidade que o Bruno e a Catarina aproveitaram para integrar mais um dos seus rebentos no seio da Igreja Católica Apostólica Romana. Aqui o temos ao colo do tio, José Eduardo, que foi o padrinho, de mais duas maninhas que os pais seguram pela mão, e da Luisa, tia materna que foi a madrinha. 

           De Belas  veio o diácono João Evangelista propositadamente administrar esse sacramento que nos faz participantes na comunidade cristã e membros da Igreja de Roma. Também um grupo de jovens, onde está integrada a Ana Luísa, irmã da Catarina, animou a celebração com agrado geral. 

          Como é habito, sempre que administra o sacramento do Baptismo a um novo filho da Igreja, o diácono Evangelista manifesta o seu regozijo elevando nos braços o neófito ao ar, como aqui se vê

 

          No evento houve um facto que me despertou curiosidade, e muito em particular por ser a festa que a Igreja celebrava nesse dia: a Vinda do Espírito Santo! Foi constatar que estavam lá três bisavós do Benjamim; da Bajouca, a ti Beatriz Rata, ali muito sossegadinha na fila do fundo, atenta, a um canto, ao desenrolaram da cerimónia.

          Mais à frente,  na dianteira, com o programa na mão, a bisavó materna, D Clementina;já cansada de tanta volta nesse dia. Na cauda, trajando de negro, a bisavó paterna, D Emilia, que não larga a companhia de bengala. 

           Depois a presença da Bajouca que nunca falta, onde os bajouquenses se realçam

          Como pregar a barrigas vazias nunca deu bom resultado, no fim O Gato recebeu-nos como é timbre da região saloia, e para lá nos dirigimos lampeiros que as cerimónias foram demoradas. E as bisavós tinham muito que contar e recordar dos tempos que já lá vão! Um dia de festa, também nos céus 

 

          Aqui um avó babado que feito ama seca, foi mestre de cerimónias e condutor de tios..à boleia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:35


3 comentários

De Costeira da Murta a 01.06.2012 às 13:30

Mestre de Cerimónia.
O estimado repórter até parece que tem o dom da ubiquidade, ou seja, que está sempre em todo o lado e sempre com um ar bem-disposto !
Calculo que o prazer que teve em visitar a sempre ventosa frente do Convento de Mafra, para apaparicar o Benjamim, o Neto mais novo do “Carlitos da ti Beatriz”, tenha sido correspondido pela felicidade que aquela família teve em receber os tios bisavós de Carnide, Lisboa.
Não terá sido, como tantos do estimado repórter, um passeio assim tão barato, mas lá que parece que valeu a pena, parece.
Endereço daqui os meus parabéns a todos desde, às bisavós , aos tios bisavós , aos avós, aos pais e é claro, ao pequeno Benjamim, esse sim, o mestre de cerimónia...
Saudações

De MG a 19.06.2012 às 15:50

De tudo, as gentes nobres da Bajouca, fazem uma festa - de convívio, de comunhão e de fé ...
Parabéns a todos que fazem parte desta comunidade.
O cenário, nem podia ser mais agradável!

De aquimetem a 23.06.2012 às 16:10

Só hoje ao dar uma vista de olhos pelos posts em arquivo deste blog é que dei conta que tinha dos comentários para agradecer, um do Sr. Costeira da Murta e outro da minha generosa conterrânea MGA . Do Sr. Costeira da Murta vem sempre aquele misterioso depoimento de quem da vida da Bajouca sabe mais do que o Sr. Prior, mas que sob a capa de Costeira da Murta se resguarda da humana fama. Já deixei de fazer mais pesquisas porque me engano sempre na pessoa em que aposto. Da minha conterrânea já merece ser convidada a vir às festas de Santo Aleixo pois que se tornou mais admiradora e divulgadora da Bajouca que muitos bajouquuenses que parecem desconhecer os blogs do aquimetem . E fazem muito bem porque falar daquilo que se conhece só aos ignorantes interessa. Um abraço meu, aos comentadores. Ah! Hoje no casal dos Afonsos ( Bajouca Centro) há sardinhada e fogueira de São João. Lá me têm às 18h00.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D