Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Opus Dei

por aquimetem, em 26.06.06

     Na igreja de NS de Fátima, em Lisboa, foi hoje assinalado o 31º aniversário do falecimento  de São Josemariá Escrivá, sacerdote aragonês que, a 2 de Outubro de 1928, por inspiração divina fundou o Opus Dei, em Madrid. Natural de Barbastro (Espanha), onde nasceu a 9 de Janeiro de 1902, Josemaria Escrivá de Balaguer   y Albás  foi ordenado sacerdote a 28 de Março de 1925, na igreja do Seminário de São Carlos, em Saragoça, e sua primeira Missa solene,  na Basilica de NS do Pilar, dois dias depois. A seguir é colocado como regente auxiliar na paróquia rural de Perdiguera , para logo em 1927, com o beneplácito do seu Arcebispo ir viver em Madrid a fim de fazer ali o seu doutoramento em Direito Civil. A sua generosidade e zelo apostólico de pronto o põe em contacto com as pessoas de  todos os ambientes da sociedade madrilena: estudantes, artistas, operários, intelectuais, sacerdotes, etc. Sem descanso, entrega-se em particular aos doentes e às crianças pobres dos bairros periféricos de Madrid. É também aqui que, a 2 de Outubro de 1928, ao fazer um retiro espiritual e, enquanto meditava nos apontamentos das moções interiores recebidas de  Deus nos últimos anos, de repente vê a missão que Nosso Senhor lhe quer confiar: abrir na Igreja  um novo caminho vocacional, orientado a difundir a procura da santidade no meio do mundo, mediante a santificação do trabalho e o cumprimento dos deveres quotidianos do cristão, sem mudar de estado. Beatificado a 17 de Maio de 1992 e canonizado a 6 de Outubro de 2002, este Santo visitou Portugal por varias vezes, por que além do mais era um grande devoto de NS de Fátima. Como hoje dizia o Vigário Regional do Opus Dei, em Portugal, Monsenhor Rafael Espírito Santo, e São Josemariá sempre recomendou aos fieis da Prelatura, para transformar o mundo, o ser humano tem antes de mais que "pôr a sua vida ao dispor de Deus e dos homens". Doutra forma não vai lá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:55


2 comentários

De Andando de raboleta a 28.06.2006 às 23:59

Obrigado pelos comentários colocados no meu blog. Como dizia o meu amigo Pedro Ferro "tudo no Alentejo é horizontal, menos as pessoas que são verticais". O alentejano e o transmontano têm orgulho na sua terra, talvez pelo ostracismo a que têm sido submetidos , mas uma coisa é certa, nunca desistem. Embora já lá não viva há muito tempo sinto orgulho de lá ter nascido e vivido. Continuarei a divulgá-la no meu espaço logo que tenha tempo disponível, o que não acontece actualmente. Obrigado mais uma vez e seja feliz

De aquimetem a 30.06.2006 às 20:36

Bem haja pelas amáveis referências ao regionalismo transmontano que como o alentejano se está a diluir em proveito da corriqueira globalização imposta pelos nossos políticos, que assim procedem para nos roubarem as forças genuínas que fizeram e materializaram geograficamente as nossas regiões naturais. Mas a nós não nos vergam. Antes partir que torcer! Sempre que tenha oportunidade dê sinal que à Raboleta estou eu atento. um abraço

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D