Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O dia amanhece cedo

por aquimetem, em 12.10.11

          Não há bem que sempre dure, nem mal que não acabe. De certa forma o adágio pode aplicar-se aqui se tomado em conta o que foram os primeiros 10 dias de estadia em Moçambique a  percorrer o país de lés a lés fazendo escala nos mais sedutores pontos de referência que de Maputo a Cabo Delegado são atractivo turístico.

          No dia 4 a minha anfitriã deixou de ter vagar para durante o dia nos fazer companhia e mostrar a cidade, as férias haviam terminado e a Drª. Gisela não brinca em serviço. Aqui a razão do “não há bem que sempre dure”. A partir do dia 2 de Julho vai ser nesta mesa que vou passar a comer a maior parte das refeições enquanto residente em Quelimane.

          Das curiosidades detectadas relato uma que um “cartucho” da alfacinha Casa Pereira, exposto no louceiro da sala de jantar da casa, me despertou ao confundir com  Costa Pereira, motivo porque sorrateiramente o fotografei, e só quando dei pelo engano revelei o atrevimento para todos se rirem à minha custa.

          A malária, ou paludismo é uma doença infecciosa que dizem mata uma criança africana em cada 30 segundos, transmitida pela picada de um mosquito do género anopheles fêmea. Para durante a noite não se ser incomodado por estes protozoários parasitas são montados nos quartos de dormir de certas  zonas tropicais  mosqueteiros (redes)  como este a envolver o leito para evitar o contacto e a picadela do insecto.

           Depois de tanto viajar e percorrer distâncias, o sossego e simplicidade de uma mansão familiar veio como ouro sobre azul, sobretudo pela presença da filha junto de nós e a permissão de após as 17h30 o pai estar autorizado a entrar no escritório dispondo da Internet até à hora de jantar. Ainda que muito lenta consigui mesmo assim fazer uma série de posts que a seu tempo foram divulgados já.     

 

          Por causa dos tais mosquitos as portas e janelas de muitas habitações africanas são forradas de rede mosquiteira para impedir a entrada das melgas no interior da casa, assim como também é recomendado o uso de um repelente farmacêutico para quem distraído se expõe sujeito às picadelas. Neste recatado espaço passei algumas das muitas horas de estadia na capital da Zambézia. Mas com o repelente sempre em acção.  

          A noite de 2 para 3 de Julho, Domingo, foi um excelente tónico para mim, mas em particular para quem na 2ª-feira, dia 4, teve que retomar a sua actividade profissional como foi o caso da minha anfitriã. Manhã cedo aqui a temos já operacional no jipe que pertence ao projecto de que é a directora. Em  África o dia amanhece cedo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:15


3 comentários

De mg a 12.10.2011 às 23:33

Haja Deus!!...Tem mansões por todo lado...gente com tanto e outros então....enfim...
Olha-me o luxo de uma cama anti-mosquito, viram? Que luxo...E o pacote das bolachs e biscoitos, então pensava que era gravado de propósito para si?!...ai Jasus... Vê? a importancia a subir à cabecinha...por andar lá pelas ilhas de África...
Ainda bem que a Dra. Gisela começou a trabalhar, se não, o senhor, já ninguém o apanhava cá na terrinha!!
A boa vida até se cola na gente...
Grande filha hã?- Menina do papá dela...Felicidades...

De aquimetem a 13.10.2011 às 00:06

Olá comadre e conterrânea muito dilecta. Tenho andado sem me mostrar, mas não esquecido dos habituais amigos que neste blog me visitam. Este menor labor da minha parte tem a ver com um computador que teima em não corresponder ao que dele exijo e careço. Mas sei o que pede: troca por um novo. Que chateia é um facto, e até se perde a vontade de escrever. Um abraço e sempre boa disposição que lhe é peculiar.

De mg a 13.10.2011 às 00:34

...e o seu mail deve estar super lotado, pois voltam os mails para trás!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D