Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A magia do sertão

por aquimetem, em 15.10.09

          A visita que fiz a terras africanas de Angola está a chegar ao fim. Mais uns dias para aqui no planalto central ocidental apreciar a paz e sossego que a aldeia do Bongo oferece a quem tem o privilégio de poder ali demorar-se a viver  e sentir a magia do sertão, e acabou-se!

          Coincidi-o a minha estadia com a estação das Chuvas, que como se sabe ocorre entre Setembro e Abril, e à qual em posts anteriores já dei conta de alguns dos efeitos que a sua acção provoca quando em fortes e assustadoras trovoadas se manifesta. Até o céu fica escuro e as aves em pavorosa!

           Mas a terra agradece por ver nas torrentes o sangue que as enriquece e faz germinar as sementes e as plantas que são a riqueza desta angolana região do Huambo.

          Se esta cabrita soubesse Português ou percebesse Umbundo  aqui a tínhamos a louvar os efeitos benéficos da chuva sobre uma lavoura que quando à antiga portuguesa era explorada dava pão à farta para brancos e negros, e hoje pelo que se vê..,nem para  fatos à medida das necessidades da casa dá. Neste aspecto, mete dó.

           No entanto a terra é fértil e continua a produzir, como disso esta viçosa papaia, no meio do milheiral, deixa ver.  

          E esta árvore florida, na cerca  do antigo hospital, que só com a água das chuvas se enfeita desta forma! É a magia africana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:25


8 comentários

De mgraça a 17.10.2009 às 10:04

Olá bom dia e bom fim de semana!
"Magia do Sertão", para mim, não sei se será bem assim; mas realmente tenho ouvido a quem lá vai, que a tem.Esta árvore que florece com as chuvas, é realmente fora do vulgar e bonita.E a cabrinha? Não interessa a lingua que fala, é preciso é ter comida e tem! Bela vegetação!
Não se me sai da cabeça, que, se o Conterrâneo tivesse levado um tractorzinho para lá, por mais pequeno que fosse, ter-se-ia feito um grande lavrador, e de certeza que com os amigos todos que se lhe vêem, mais lhe seguiriam o exemplo , e África agradeceria ...
A foto da trovoada, com os pássaros e as nuvens escuras, muito sugestiva.
Gostou mesmo daquilo lá...!

De aquimetem a 17.10.2009 às 18:30

Embora não tenha jeito para negócio, se fosse a vender tractores ainda era capaz de tentar por lá me demorar mais, mas a lavrar...não. Cada um é para o que nasce, diz o adágio e eu concordo. Quanto aos amigos, também não é bem assim! Não vejo por exemplo uma Mgraça assim tão seduzida pela lavoira " para trocar um Jardim por um qualquer Sertão, ainda que sedutor. Mas que os vossos tractores fazem lá falta garanto que sim. Bfs .

De Anónimo a 18.10.2009 às 12:07

Aí é que Vossemecê se engana, e numa data de coisas.
Mas vejo que teve inveja do meu retiro espiritual ; mas eu sei de uma pessoa que , para estes retiros, instala-se em sitios mais sofisticados e até sagrados!
Mas seja lá onde for , precisamos todos de fazer exercicios, tanto para o corpo como para a alma.

De aquimetem a 18.10.2009 às 22:13

Se estou engano é porque também não fui ainda devidamente elucidado . Lá chegaremos. Todo quanto seja reflectir no que de bom e mau este mundo nos disponibiliza , tem o meu reflectir, também. E no que toca a gosto pela " lavoira " não me diga que no referente a tractores falhei, ou no cavar dos canchos ? Quanto a retiros onde quer que se façam são sempre um meio de olhando o presente, procurar sempre ver mais além...Em política, a nossa gente faz ao contrário... É como os burros...

De mg a 18.10.2009 às 23:54

E temos o PS na Cãmara de Mondim! É um facto, e temos que viver com ele.

De aquimetem a 19.10.2009 às 11:32

Atrás de mim virá quem de mim melhor fará. Mas além disso os factos mostram também que em Mondim se está condenado a ser... ou a morrer. Mas está bem, perdido por dois, perdido por três. E mais não digo.

De mg a 19.10.2009 às 19:34

...Mas digo eu: Espero que façam o seu melhor, por Mondim.

De aquimetem a 19.10.2009 às 22:08

Não fazem na terra deles... e vão fazer na nossa. Vão mas é sacar algum e ver aumentada a(s) reforma (s). Vai ver a barragem, os empreiteiros, as pedreiras e tudo mais a render..., em nome do progresso...de uns tantos. Mas, por aqui me cerro.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D