Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




"Pedra que beija"

por aquimetem, em 20.08.09

 

          O vídeo dá da vila de Caimbambo uma ideia de como ficou Angola com a guerra fratricida que só recentemente parece ter terminado. Embora o "morro da vitória" que entre Caimbambo e Cubal é tido como que emblema vitorioso da região, no terreno não há disso sinal assim tão evidente. Mas também é certo que "Roma e Pavia  não se fizeram num dia". Isto para também dizer que "um azar nunca vem só ". No dia 30, 2º-feira, manhã cedinho aí vai de novo a família  Pereira em demanda das alturas do planalo central angolano, desta vez na expectativa do mau tempo não fazer das suas. Mas ali quando não é do casaco é das calças. Não tínhamos saído há uns 15 minutos de casa e já o azar nos começou a  perseguir, com o motor do jipe a não quer responder. Tínhamos já passado o "Morro dos Irmãos Gémeos" e alcançado as proximidades da  "Pedra que  Beija", onde aqui se foi mesmo a baixo, e adeus, Huambo!

 

           Numa terra onde a carência de serviços é elevada, só quem de facto tem alguma influência e bom relacionamento social consegue dar a volta às situações. Num lugar isolado e sem rede para comunicar, valeu entretanto passar um taxe (uma motorizada) que cobrando 1000 kwanzas transportou a Drª Gisela  ao local de partida , em busca de socorro, enquanto os pais  ficaram no deserto a guardar o jipe. 

           Não demorou que uma equipa de pessoal técnico, ao serviço da AAA, dirigida pelo  Sr. Haleka surgisse ali para reparar a avaria.  Mas depois de várias experiências fomos aconselhados a regressar a Caimbambo, para ver o problema com mais cuidado. Para ser franco até nem desgostei do azar, pois prestou-se a desfrutar de mais uns bons momentos  de convívio agradável com aquele pessoal simpático que encontrei nos escritórios da Acção Agrária Alemã e de voltar a ver os porcos e as cabras a pastar na rua.

           Neste embondeiro ao lado dos escritórios entretive-me várias horas ao fim do dia a ver as cabras saltarem estas pedras e aqui passarem a noite,  sempre muito barulhentas e em alerta

          Eram 08h09, desse dia 30,  quando numa 2ª tentativa  para regressar ao Huambo partimos de Caimbambo. O 2007 que figura no foto deve-se ao facto de eu não ter tido o cuidado de acertar as datas na minha máquina digital. Mal sabia eu que ainda nesse dia havia de voltar a ver esta escola, e miúdos a saltarem muro, não o da vergonha..., embora  pareça. 

           Na véspera até me deliciei ao parar ali para  ver e admirar  a escultura natural que daquele lugar ermo é atractivo, mas quando no dia seguinte fui forçado a permanecer lá  de sentinela ao jipe, ó meus amigos, quais pedra que beija, quais quê! Valeu enxergar,  não muito afastado dali,  pessoas de trabalho que atravessando a estrada se dirigiram para uma casa de campo para  logo ficar mais seguro do meu posto...Tirei foto. para registo.

           Casa do antigo e modesto fazendeiro, esta está a ser recuperada, para quê não sei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00


3 comentários

De mg a 20.08.2009 às 19:38

Olá Conterrâneo!
Continua de férias? Deixa ver... Já gozou mais ou menos uns 3 meses de férias este ano...! Ainda tem queixas...
Então, teve tempo de ver a "Pedra que Beija"?...
Parece-me que sim.
Vi as cabrinhas e os porcos pretos, mas não deu para ver o video, fica para outra visita.
Desejo saúde e continuação de uns belos dias.

De aquimetem a 20.08.2009 às 22:53

Pensei que também já estava de férias, que acredito careça delas. Eu só lá para meados de Setembro é que regresso à cidade. Mas ainda vou passar por Mondim antes disso, e já na 2ª-feira. Férias, são férias. Um abração do conterrâneo agradecido.Olhe que eu não tenho computador aqui!

De mg a 27.08.2009 às 14:45

Ai vai a Mondim? Vomecê está em todo o lado como o Nosso Senhor! Não o vi lá também no Netbila?? Vai ver, manda para lá os anuncios das festinhas dos seus Santos mais queridos, não perde uma...Eu já estou de férias também, há já muitos dias, e se o conterrâneo esperar mais um dia ou dois na Senhora por mim,rezamos os dois juntos.!!Agradeço que não se esqueça de ser generoso, e deixar qualquer coisa no cofre da Sra. da Graça ; não é só recomendar aos outros, ouviu o conterrâneo?...
Temos de fazer estas recomendações, tudo por bem, claro...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D