Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




quem vai na carruagem...

por aquimetem, em 02.03.09

 

 Igreja paroquial de São João Baptista de Figueiró dos

Vinhos

Escultura alusiva à Santíssima

Trindade: Deus Pai, Senhor todo 

Poderoso,  Deus Filho, pregado

na Cruz, e Deus Espírito Santo, 

representado por uma pomba. 

Túmulo dos sobrinhos da rainha D. Leonor, D. Rui Mendes

Vasques e sua esposa D. Violante de Sousa, de 1456.

Casa típica de F. dos Vinhos

          Conheço mal esta zona do distrito de Leiria que de Pombal por Ansião e Figueiró dos Vinhos aponta até Pedrógão Grande. Foi no entanto fruto duma visita casual que na Primavera de 2006 fiz a Torre de Vale de Todos que me surgiu a ideia de no blog Na retaguarda fazer o arrolamento de todas as freguesias portugueses consagradas a Nossa Senhora da Graça.

          Depois disso só em finais do ano passado passei por essas bandas vindo dos lados de Castelo Branco apanhar a IC8 em direcção à A17. Parar e apreciar as belezas e sabores desta  região de entre a serra do Sicó e do rio Zêzere só no passado dia 24 de Fevereiro, 3ª-feira de Carnaval, voltou a suceder. A Bajouca de Leiria só festeja o Carnaval na tarde de  Domingo Gordo, na terça-feira quem quiser festa  tem que bater à porta doutra freguesia. Foi isso que aconteceu!

          Convidado por pessoa amiga lá fui na companhia do Sr. Padre Abel, da D.Rosa, da .Mariazinha e da minha cara-metade, em demanda das margens da Barragem do Cabril. Aproveitando para almoçar e ver, em Figueiró dos Vinhos, o "Corso Carnavalesco" que ali com muita animação anualmente se realiza.  Almoçamos, e muito bem, no restaurante Tricana, que pela simpatia e delicadeza com que trata os clientes merece esta citação. Depois como nem só de pão vive o homem, foi a visita à igreja paroquial de São João Baptista, ali vizinha.

           E como não havia tempo para mais, ficou por ver a Torre da Cadeia, o Convento de Nª.Sª do Carmo e O Casulo - Casa de Malhoa, imóveis que fazem a diferença  nesta vila que recebeu foral do infante D. Pedro Afonso, filho de D. Afonso Henriques, em 1204.  Tempo houve para ao menos ver o Corso dar uma ou duas voltas, no seu trajecto, e apreciar a criatividade e sentido de humor posto nas figuras em desfile. Também, por esta ocasião, vale a pena visitar Figueiró dos Vinhos. Fiquei cliente.

Aqui o Corso de 2009 com a critica ao "Migalhães" do

Sócrates.

Também no Corso não faltou este enorme felino como que

a dizer: AQUI HÁ GATO!!!

          Mas como atrás dizia, o destino era aproximarmo-nos o mais possível das margens da Barragem do Cabril, ou melhor dizendo, de  alcançar Pedrógão Pequeno, uma histórica freguesia do concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, que também já foi sede de concelho e além da igreja matriz, consagrada a São João Baptista, Pelourinho, Moinho das Freiras,  Ponte Filipina e Barragem do Cabril, tem entre outros mais  motivos de interesse, a Ermida de Nossa Senhora da Confiança. Nesse monte sobranceiro à vila e ao leito do Zêzere terá existido uma primitiva capela construída sobre os restos de  um castro pré- lusitano, porém o edifício actual foi mandado construir pela família Conceição e Silva, em 1906. Sendo uma ermida com gestão especial, não exclusiva da paróquia, só se celebra ali missa em ocasiões festivas ou casamentos e baptizados. É pena porque o lugar é sedutor e a paisagem que dali se desfruta impressionante.

          De lamentar também que existindo uma Associação de Desenvolvimento do Monte de Nossa Senhora da Confiança, esta não tenha providenciado já no sentido de dotar o recinto à volta da Ermida com instalações sanitárias condignas, evitando que os devotos ou visitantes de Nª. Sª. da Confiança tenham que fazer do monte uma estrumeira...Pela aragem se vê quem vai na carruagem .... 

 Alto do Monte de Nossa Senhora da Confiança

 Porta principal da Ermida de

Nª.Sª. da Confiança

Interior da Ermida de Nª.Sª. da Confiança, vista do exterior  

 Hotel da Montanha - Monte de Nª.Sª. da Confiança

 Miradouro do Monte de Nª.Sª. da Confiança

 Barragem do Cabril, vista do alto de Nª.Sª. da Confiança

Coreto e panorâmica que da porta da ermida se desfruta

sobre a povoação de Pedrógão Pequeno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50


8 comentários

De mgraça a 03.03.2009 às 23:50

O Conterrâneo andou a perseguir o carnaval pela semana fora; gosta mesmo disto!...
Já tenho passado em Figueiró dos Vinhos ,mas nunca parei para apreciar nada , tambem nunca tinha ouvido falar da Sra, da Confiança nem do seu Monte mas deve ser um sitio bonito pelo que se vê.Conheço sim a barragem do Cabril e que sei, tem também um restaurante panorâmico, mesmo sobre a barragem "oLago Azul" que também é bastante bom, para além da vista fenomenal.Ainda bem que deu aqui este cheirinho,pois é um local a visitar mais atentamente.Por falar em barragem do Cabril,espero nunca chegar a ver uma barragem no nosso Cabril !...Salvo seja.
Aida bem nos mostrou como ia o Entrudo por aí fora,
sempre gostamos de ver como foi correndo.Parabéns
ao senhor.

De aquimetem a 04.03.2009 às 14:21

Então também gosta de peixinho do rio? São os sabores que ficaram da nossa infância e do peixe dos nossos rios e ribeiros mondinenses, Tâmega, Cabril e Ôlo . Sim senhora passei junto ao tal restaurante que de nome também já conhecia, e por esse trajecto a par da barragem fui dar a Pedrógão Grande. Uma vez que já esteve ali, olhando em frente, no sentido das comportas da barragem, viu sem saber o Miradouro de NªSª da Confiança. É o morro da margem direita. Passe por lá na primeira oportunidade e como eu critique a falta de sanitários no local e da falta de quem mostre a Ermida aos visitantes e devotos. Lugares destes não podem ser privilégio só de alguns. Ou há democracia ou comem todos . Um abraço à transmontano.

De jts a 06.03.2009 às 09:57


PROGRAMA:

CONTAR,CANTAR E PINTAR MONDIM - "OS RIOS"

Sábado: dia 02 de Maio

14, 00 horas: Recapção aos convidados.
14, 30 horas: Abertura Oficial

Presidente da Junta de Freguesia de Mondim de Basto.
Presidente do Município de Mondim de Basto.
Presidente da Assembleia Municipal do Concelho de Mondim de Basto.
Governador Civil de Vila Real.
Monsenhor Ângelo Carmo Minhava.

Intervenções: Oradores

Teixeira da Silva: Apresentação das Temáticas
Dr.ª Mariana Alves: Reciclagem do lixo
Costa Pereira: Rio Cabril
Dr. José Alberto Faria: Rio Olo
Luis Jales Oliveira: Rio Tâmega

18, 00 horas: Encerramento

21, 00 horas: Concerto Musical, por DINORA CAMPOS - Música lírica e CARLOS RIBEIRO, Música clássica.

Domingo: dia 03:

13, 00 horas: Almoço dos alunos e professores, amigos e autarcas, numa manifestação de preito ao ex. Director, do antigo Externato de Nossa Senhora da Graça e poeta, Dr. Nelson Vilela.

15, 00 horas: Homenagem ao Dr. Nelson Vilela.

Orador convidado: Monsenhor Ângelo Carmo Minhava.

18, 00 horas: Actuação do Grupo Coral de S. Cristóvão.

21, 00 horas: Homenagem ao Dr. António Borges de Castro.

22, 00 horas: Concerto Musical.

24, 00 horas: Encerranento.

Segunda - Feira: dia 04:

09, 30 horas: Exposição aberta aos alunos do Agrupamento de Escolas de Mondim de Basto.

11, 00 horas: HOMENAGEM A D. AFONSO HENRIQUES, PELOS 900 ANOS DO SEU NASCIMENTO.
Apresentação do livro do autor Pedro Soromenho.
( Existem na aldeia de Travassos, descendentes do 1.º Rei de Portugal ).

21, 00 horas: Apresentação das obras literárias dos autores Mondinenses:
José Teixeira da Silva: "Valdemar Cardoso Alves - O Homem, o Professor e o Político".
Adelino Ínsua: "As Esmolas".

23, 00 horas: Encerramento.

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Eis aqui meu grande amigo, o programa que com algum esforço, mas com muita vontade, conseguimos idealizar para a nossa terra.
Um grande abraço e até Maio.

Teixeira da Silva

De mgraça a 06.03.2009 às 12:26


« ORAÇÂO DO POETA »

Peço a esta pedra,
onde acabo de me sentar;
peço aquela rosa,
que acabei de beijar,
me sirvam de abrigo,
que dêem em terra comigo
e me ajudem a rezar.

A paz de Deus, nesta montanha,
me apague esta sede tamanha
de quase pedir tudo,
para deleitar e possuir
e ficar quieto e mudo,
sem saber que mais pedir.

Que o poema se engrandeça
pelo fervor que me inspira,
para vos louvar.
E meu Deus, qe mais quereis,
se sabeis,
que só os acordes desta lira
eu tenho para Vos dar?...


NELSON VILELA in " Livro de Horas"

De aquimetem a 09.03.2009 às 23:23

Mais um belo poema do Dr. Nelson! Neste post acabei de deixar um comentário em resposta ao nosso comum amigo JTS , mas como aparece debaixo do poema por si divulgado, venho lembrá-la que não me estou a dirigir a si, mas ao JTS . Saudações transmontanas de conterrâneo para conterrânea.

De aquimetem a 09.03.2009 às 23:13

Só para dizer que tomei conta da ocorrência.... Tudo farei para não deixar em jogo a sua deferência e amizade. Esta semana vou até Angola e só regresso em meados de Abril. Depois conversamos. Um abraço.

De Costeira da Murta a 06.03.2009 às 12:51

Faço esta visita para felicitar o Sr. Costa Pereira por mais este rico post.
Ao Reverendo Padre Abel, gostaria de deixar também as minhas saudações. É um Homem de Deus, que com grande humildade, desenvolve um brilhante trabalho pastoral, valorizando a relação com as pessoas, ajudando-as a rezar. Obrigado pelo Elo que me envia pelo correio e que leio sempre até ao fim.
Com a maior estima de Costeira da Murta.

De aquimetem a 09.03.2009 às 23:06

Muito obrigado. Agora só em meados de Abril é que me encontrarei de novo com esse Homem de Deus que está à frente da paróquia da Bajouca e de Carnide. Se Deus deixar este fim-de-semana irei até Angola e só regresso em meados de Abril. Vou visitar um filha que lá trabalha. Em Maio, o ELO completa o nº 100.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D