Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bom proveito!...

por aquimetem, em 07.02.09

          Isto é vergonhoso! Um País que está abraços com problemas graves na Economia, na Educação, na Saúde,  na Justiça, na Segurança publica e Social, e  com uma taxa de desemprego como nunca aconteceu, para além duma média de 106 empresas a fechar diariamente, vem nos o 1º Ministro dizer hoje em Coimbra que : "Regionalização e casamento de homossexuais são bandeiras que identificam o PS com a esquerda progressista  e esquerda do  povo". Que use lá esse bandeira do "casamento" com a "família" dele, e não atribua essas suas aberrações ao povo português.  É que eu também faço parte do povo, como tal não admito ser incluído no rol  dos rotos e corruptos. Bom proveito !...   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:42


8 comentários

De Zé da Burra o Alentejano a 09.02.2009 às 11:05

A cresce a isto o vício dos nossos políticos falarem muito em "estatísticas", porém elas valem o que valem e respondem de formas diferentes conforme o resultado a que se queira chegar desde que haja a habilidade suficiente para preparar os questionários que lhes servem de base e de acordo com as características da própria estatística.

A média é muito utilizada para demonstrar uma realidade que pode não ser, para o seu cálculo multiplicam-se os valores (rendimentos, anos de escolaridade, esperança de vida, número de pães comidos, etc ) e divide-se pelo o número de ocorrências verificadas.
Exemplo 1 - Num grupo de 100 pessoas: 90 ganham 100 € e 10 ganha 100.000 €, daqui concluímos que estas 10 pessoas ganham uma média de 1.090 € cada uma.
Exemplo 2 – Num grupo de 100 pessoas: 80 não têm acesso à saúde preventiva e mesmo em situações agudas têm extrema dificuldade de aceder aos cuidados de saúde e as outras 20 de um grupo social mais elevado fazem regulares "check up’s ” e todo o tipo de saúde preventiva; aos primeiros sinais de doença são rapidamente assistidos no hospital, em casa ou deslocam-se ao estrangeiro aos melhores especialistas: É claro que a “esperança de vida” destes 20 é muito superior à dos outros 80. Juntar numa mesma estatística os dois casos será contaminar um suposto estudo.
Exemplo 3 – Num país os alunos têm uma escolaridade obrigatória de 6 anos em que transitam de ano apenas à medida que os conhecimentos adquiridos comprovam em exame que sabem a matéria; Noutro país os alunos têm uma escolaridade obrigatória de 12 anos em que transitam automaticamente todos os anos e ao fim de 12 anos de escola mesmo na maior ignorância todos possuem o 12º ano. Estas duas realidades não podem ser comparadas e se o forem devem ser de imediato vincadas as diferenças.
Exemplo 4 – Se quisermos fazer uma estatística sobre o desemprego obteremos resultados diferentes: 1º caso) se considerarmos como desempregados todos os indivíduos adultos que nem estudam nem trabalham; 2º caso) se considerarmos apenas como desempregados os indivíduos adultos que nem estudam nem trabalham que estejam inscritos nos Centros de Desemprego. Número obviamente menor mas que não dá emprego aos restantes. Há muitas causas para a não inscrição no Centro de Emprego, como: não ter direito a qualquer apoio financeiro; não ter a esperança de que isso sirva para a obtenção do emprego; por indigência, etc ...

De Zé da Burra a 09.02.2009 às 11:10

correcção:
Exemplo 1 - Num grupo de 100 pessoas: 90 ganham 100 € e 10 ganha 100.000 €, daqui concluímos que estas 10 pessoas ganham uma média de 10.090 € cada uma.

De aquimetem a 09.02.2009 às 11:56

Ora cá ' stá uma forma de comentar e ao mesmo tempo demonstrar como é que se faz as estatísticas com que os nossos políticos nos iludem. Ah grande Zé da Burra! Tudo bem, só que partindo a lição de um Alentejano como se diz, me parece que deveria ser mais simples e objectiva para que não só as burras, mas também os burros, como eu, deste País aproveitassem. Volte sempre!

De mgraça a 09.02.2009 às 17:54

Grande bandeira já é ele, e se dá nas vistas, até lá fora para vergonha nossa.Não precisa de criar mais bandeiras.No entanto ele é que deve estar sob PODERES OCULTOS; pois "pinta a manta" e continua a andar por aí a« bailar no crivo», e não há uma alma de Cristo que lhe deite a mão!...Vai ver, da maneira que puxa a água p`ro moínho dele, também vai comendo as provas, sem deixar rastro.Ele é, mas é competentissimo, ainda a gente se queixa!!!

De jts a 09.02.2009 às 18:22

Oh, Maria da Graça...eu até gosto muito de te ouvir... és inteligente, possuis um espírito criativo, comentas com humor, etc., etc.!
O pior, é essa pontinha de veneno, por tudo quanto é de "esquerda"...
Sabes, todos os dias praticamnente que converso com os teus familiares. E sabendo eu, que o teu tio Mário Augusto, é um homem do "centro", e o teu primo Mário Reis, é também um moderado, mesmo assim, temos muitas vezes, conversas profundamente positivas, onde a nossa liberdade nos permite ter opiniões - mesmo divergentes - que tem por meta, o melhor para os nossos e para a nossa terra. Eu chamo a isto política global e sem ameaças...!
Viva a democracia... e viva o povo de Mondim.
Um abraço para ti.
Teixeira da Silva

De mgraça a 09.02.2009 às 20:15

Olá sr.Teixeira da Silva!-Não tenho absolutamente nada contra a esquerda, nada de nada!Só não tenho nenhuma confiança no Sr.Sócrates, absolutamente nenhuma.Já são demasiadas MEIAS VERDADES, e além disso nunca provadas, nem mesmo essas meias verdades.Fico muitas vezes sem nada, para pagar ao Estado; ora pelo menos dêm-me transparência, rigor,confiança.
Governem de modo a que nós percebamos , que estão a zelar pelos interesses de nós todos.Estas tramóias todas , já são demasiadas , para que sejam falsas-onde há fumo há fogo!
Eu não tenho partido, sou pela verdade e pela justiça.Não tenho a minima confiança em José Socrates já.Só peço uma pessoa honesta para o governo, seja lá de que lado for.
Para ficarmos de acordo os dois : na globalização estão incluidas a honestidade a rectidão, democracia generosidade e justiça; isto é universal, portanto , penso que me encontro aqui bem perto do Sr.Teixeira da Silva.É ou não é?-
Bem , daqui a pouco já estou a papaguiar de politica quase como os respeitáveis Conterrâneos e não gosto de politica.
Um abraço para o Senhor.

De jts a 13.02.2009 às 16:31

Maria da Graça, conta sempre comigo na defesa da nossa terra e da nossa gente.
Mudando de assunto:
Aí vai o esboço do programa, de que tu também tens que fazer parte: "A Homenagem ao Prof. Dr. Nelson Vilela".

A homenagem estará integrada no evento n.º 2 de:
CONTAR,CANTAR e PINTAR MONDIM - "OS RIOS".
Dia 02 de Maio ( sábado): Abertura ás 14, 00 horas.
Intervenções de: Governador Civil de Vila Real
Presidente do Município
Presidente da Junta de Mondim de Basto

Oradores convidados:
José Augusto da Costa Pereira
Luis Manuel Jales de Oliveira
Um Técnico da Área dos Rios e da Natureza
João Alarcão Carvalho Branco e
José Teixeira da Silva

Ás 21, 00 horas: Cerimónia de apresentação pública de quatro livros dos autores Mondinenses:
Luis Manuel Jales de Oliveira
José Nelson Teixeira da Silva
Adelino Ínsua e
José Teixeira da Silva.

A apresentação estará a cargo do Dr. Nelson Vilela.

Dia 03 (Domingo ): Ás 13, 00 horas: Almoço de confraternização num dos restaurantes da vila, entre os alunos, professores e amigos do antigo Externato de Nossa Senhora da Graça.
Ás 15, 00 horas: Homenagem ao Poeta, Escritor, e
ex. Director do antigo Externato, Professor Dr. Nelson Vilela, feita pelos antigos alunos e professores e pela Junta de Freguesia e Cãmara Municipal.
Ás 21, 00 horas: Espectáculo musical.

Dia 04 ( segunda-feira):Visita à exposição pelos alunos e professores das escolas do concelho e encerramento.
Nota: A exposição, contempla exclusivamente, obras de fotografia e pintura, cujo tema é:
"Os rios do nosso concelho".

Um abraço, J. Teixeira da Silva

De mgraça a 17.02.2009 às 12:56

Olá!-Fico muito grata por este convite.Mesmo que não esteja lá em presença, juro que estarei em
coração.Fico feliz que o nosso querido Sr.Director e Poeta ,vá sempre sendo distinguido e convidado
tanto para ser homenageado, como para ser escutado pelo seu dom de palavra e sabedoria, nos eventos de Mondim;pois para além de tudo que foi para nós seus alunos, é o grande escritor transmontano pertencente a esse Reino Maravilhoso, e que se encontra no seu apogeu ainda.É a nossa Referência dos escritores transmontanos.Eu sinto muito orgulho e honra de conhecê-lo pessoalmente.
Por isso , muito grata.
Maria da Graça

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D