Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




belo e sedutor

por aquimetem, em 27.07.07

       As terras valem o que vale quem nelas nascer, e em obras, não em boas intenções, dêem provas disso mesmo! Sapiãos é uma das 16 freguesias do concelho de Boticas que se pode orgulhar de ter um filho que na década de 30, do século passado, ali nasceu, e permaneceu até fazer a instrução primária, para logo em 1947 ir continuar os estudos no seminário de Vila Real, onde veio a concluir  o Curso de Teologia.  

       Sedento de saber,  a curiosidade do Dr. Artur não lhe permite sem dificuldade sujeitar-se a regras que o impeçam de actuar conforme os ditames da sua consciência. Factor que tem sido determinante ao longo da sua vida, para caracterizar este distinto barrosão cuja alma além do são ambiente familiar e comunitário em que foi envolvida, cedo se começou a sentir seduzida pela história local, talvez tocada pela  magia do Castro do Mouro ou Cerca, pelo mistério das Sepulturas Antropomórficas, de Seixas e Pássaros, e  mais ainda pelo sagrado da sua igreja paroquial de São Pedro, com sua torre sineira assente em arco de volta perfeita.

       Na qualidade de pedagogo cuja actividade iniciou em Boticas, no Colégio de Nossa Senhora da Livração , e do qual, em 1960,  foi co- fundador, o Dr. Artur uma vez transitado para Lisboa também aqui acabou por se destacar nessa actividade que exerceu como prof . em diversas Escolas, entre elas, o Liceu Pedro Nunes. Mas como o Ensino também o Marketing lhe mereceu interesse e nessa condição frequentou alguns Cursos de Relações Públicas em Lisboa e na Suíça. Muito viajado, ainda como capelão da Marinha Mercante, visitou São Tomé e Príncipe, Angola, Moçambique, Canárias e Madeira.        

      Conheci este trasmontano de sete costados na Praça de Londres, em Lisboa, onde o fui procurar a mando do nosso comum amigo padre Correia Guedes. Era então o responsável por um jornal regional propriedade do saudoso empresário Jaime Cancela, no qual vim a colaborar até à sua extinção. A partir daí e já lá vão umas quatro décadas tomei por amigo este meu conceituado com provinciano sem que essa amizade alguma vez tenha sido beliscada. Com ele convivi de perto tanto na Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro, como quando ainda muito afecto à paróquia de Arroios. E hoje venho recordá-lo neste post para dele revelar o seguinte:

 Dr. Artur Monteiro do Couto

      Este senhor,  todo sorridente e de quem tenho vindo a falar, como eu, também, já entrou na dita 3ª Idade. Todavia dono da mesma juventude espiritual com  que em menino e moço percorria  os vales e outeiros do Leiranco , os anos nele transformam-se em energia positiva que o tornam cada vez mais fiel às suas origens e amigo generoso da sua terra e região. Um trabalho de sua autoria, recentemente editado em CD e DVD é bem a prova desse nobre sentimento que tanto caracteriza o verdadeiro homem trasmontano. 

       No CD que ilustra com belas imagens elucidativas dos temas em foco, e cuja capa é de Maria Hortense Couto, o Dr. Artur sob o título " HISTÓRIA DO ENSINO E DA CULTURA NO CONCELHO DE BOTICAS" descreve e documenta o que do tempo da cultura castreja até aos nossos dias de mais significativo em termos culturais se passou na região do vinho dos mortos.

  Boticas

      Quanto ao DVD, oh meus amigos! É um autêntico hino de beleza e cor que só os poetas sabem captar e transferir para as telas ou câmaras de imagem. O título é " O CÉU DA MINHA ALDEIA", e a aldeia é Sapiãos, mas aquele Sol é o mesmo que ilumina a terra inteira, só que nem todos os mortais  o sabem ver nas suas mais sedutoras perspectivas. Aquele encantador "Tudo Convida ao Sonho", "A doçura da Natureza", "É assim o Céu de Sapiãos" , "Mar de fogo na Atalaia" ," Pôr do Sol no Leiranco", " Trovoada", " A beleza caída do Céu", só por si estas imagens  já justificavam a aquisição desta verdadeira obra prima, saída da mão do Dr. Artur Couto, e que ele consagra em particular aos utilizadores de informática do seu concelho, e eu recomendo não só a todos os trasmontanos, mas a todos os portugueses que sejam apreciadores do belo e sedutor. O seu contacto pode interessar:

artur-couto@iol.pt 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38


4 comentários

De touaqui42 a 02.08.2007 às 13:07

Conheço BOTICAS .
Passei por lá diversas vezes em questão de serviço.
O único cuidado a haver era o GADO que transitáva pela estrada.
um ab

De aquimetem a 02.08.2007 às 16:11

Estou de partida...E o "vinho dos mortos" diz-lhe alguma coisa? Depos apite, um abração

De touaqui42 a 02.08.2007 às 19:51

Confesso que não conheço essa expressão.

Vinho dos mortos.

não é aquele que se bebe na missa pois não ??.

De aquimetem a 10.09.2007 às 12:42

O "vinho dos mortos" tomou ali esse titulo porque segundo se consta quando das invasões francesas por ali, aconteceu que em certa ou certas casas da localidade nos destroços das adegas ficaram muitas garrafas de vinho caseiro enterradas. Depois da vida voltar à normalidade foram encontradas essas garrafas e quando abertas verificaram que o vinho estava óptimo e com mais qualidade, a partir de então é habito enterrar as garrafas e dar a esse vinho o nome de "vinho dos mortos".

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D