Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Convidar à reconversão

por aquimetem, em 27.06.13

           Com uma igreja a transbordar de fieis aqui se celebrou esta tarde a festa litúrgica de São Josemaria, como ontem foi anunciado. Dos amigos mais próximos e que acompanho mais de perto, nenhum faltou; embora os  não tenha visto a todos, no meio de tanta gente. Presidiu D. Nuno Braz que fez uma homilia muito rica à volta do santo em festa, o que demostra estar bem informado sobre a vida e obra de São Josemaria.

 

          A Leitura do santo Evangelho esteve a cargo do Vigário Regional, Mons. José Rafael Espirito Santo, que também no fim da solene Eucaristia aproveitou para agradecer a quantos contribuíram para o enobrecimento desta festa litúrgica que em Lisboa teve lugar na igreja de Nossa Senhora de Fátima, há umas três horas atrás. Aproveitou para apelar aos fieis da Prelatura e a todos os amigos do Opus Dei para que não adormeçam nesta recta final do Ano da Fé e dêem o seu melhor que é evangelizar e convidar à reconversão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14


26 de Junho

por aquimetem, em 25.06.13

          Faz amanhã 38 anos que faleceu em Roma, o então monsenhor Josemaria Escrivá, por inspiração divina fundador do Opus Dei. Beatificado a 17 de Maio de 1992 e Canonizado a 06 de Outubro de 2002, São Josemaria é o primeiro peregrino de Fátima, onde muitas vezes rezou, a subir aos altares. Grande amigo e admirador dos portugueses, por isso escolheu este país para ser dos primeiros a iniciar a expansão da Obra. 

 

          Hoje espalhada pelos 5 continentes e ao serviço da Igreja, do Romano Pontífice e das Almas, também em Portugal está implantada em todo o seu território, por isso amanhã dia de festa será invocado com fervor por todos os seus filhos e filhas no Opus Dei, assim como pelos muitos amigos e devotos deste bem-aventurado. Recordamos o que consta no site da Prelatura:

           No próximo dia 26 de Junho, a Igreja celebra a festa litúrgica de S. Josemaria. Em todo o mundo serão celebradas missas em honra deste santo da Igreja. Seguem-se os locais e horários das missas em Portugal:

- Braga, 26 de Junho às 18h30 na Igreja de Santo Adrião

- Coimbra, 26 de Junho às 18h30 na Igreja de Nossa Senhora de Lurdes

- Estoril, 26 de Junho às 19h00 na Igreja de Santo António do Estoril

- Évora, 26 de Junho às 18h30 na Igreja do Calvário

- Faro,22 de Junho às 11h00 na Sé Catedral (preside Pe. José Rafael Espírito Santo, Vigário Regional do Opus Dei)

- Guarda: 26 de Junho às 18h00 na Igreja de S. Pedro

- Lisboa, 26 de Junho às 19h00 na Igreja de Nossa Senhora de Fátima (preside D. Nuno Brás, Bispo auxiliar de Lisboa)

- Porto, 25 de Junho às 19h00 na Igreja da Trindade

- Setúbal, 26 de Junho às 19h00 na Igreja da Anunciada

- Viseu, 28 de Junho às 18h30 na Sé Catedral (preside D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu)

         - Lá estarei, amanhã, às 19:00h na igreja de Fátima, em Lisboa, e conto com a presença de muitos amigos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04


Sardinhada de São João

por aquimetem, em 24.06.13

           Não descansa esta gente para manter viva a unidade e bom relacionamento com toda a comunidade e merecedores do respeito e consideração dos bajouquenses, então o antigo lugar da Capela (Bajouca Centro) é de facto exemplar. No sábado foi o combinar e fazer a surpresa à ti Saudade Rata, que havia feito anos na Sexta-feira, mas estava em Lisboa, onde reside, e veio de fim de semana visitar as amizades; no domingo foi a já tradicional Sardinhada de São João, no Casal dos Afonsos. Sem ter mãos a medir a equipe aqui composta pelo José Ferreira Soares, o David da Helena, o David da Natália, o Paulo da Bela e o Zé João da Fernanda suaram umas boas horas a queimar carvão para assar sardinha e lentriscas.

           Também o Fernando Ladeira quase nem o deixavam largar a faca para ir às sardinhas e lentriscas tal a clientela do presunto. Mas há sempre uma alma carinhosa, lá foram buscar um prato delas e duas garrafinhas para empurrar.

           Na mesa do Sr. Padre Abel é que não se vê nada, a ti Idalina já mandou limpar a mesa para vir a fruta do seu quintal

 

           Esta foto vale pelo que vale duas figuras carismáticas da Capela ou Bajouca Centro: o Sr Manuel Grasina e a Ti Beatriz Rata a anfitriã do Casal dos Afonsos

 

           Onde estiver um transmontano está sempre mais um, eu de Mondim, e o amigo Nelson, aqui todo de branco, de Vila Real.

 

           Aqui uma barriguinha parecida com a minha; o Zé João, já a pensar na próxima; e a Isabel Neto, atenta a ver se alguem precisa de cuidados de enfermagem.

 

 

          Aqui, também de braços cruzados, o Zé Soares, e a Fernanda Capitão, no mesmo jeito; até parecem daqueles que como eu, só fazem figura de corpo presente. Grandes bajouquenses.

 

           A velha guarda à mistura com os continuadores....

           O Paulo da Manuela a segurar o sobreiro

 

           De mãos cheias o Rui da Célia, nunca falta nos convívios do lugar

 

           Um  vídeo que dá uma panorâmica deste convívio anual no Casal dos Afonsos 

 

           No meio da maralha pode ver-se em animado  bate-papo o Carlos Afonso, o Leonel e Raul Portela. Estes convívios também servem para se rever caras e amizades que andam mais afastadas do lugar e dos olhares dos amigos

 

           Nestes festins o Sr. Presidente da Junta, Hilário Estrada, costuma sempre honrar estas iniciativas com a sua amável presença, aqui o temos todo desportista a falar com alguém, que não identifiquei,  encostado ao sobreiro.

 

           Barriga cheia e garrafas vazias agora é altura de saltar a fogueira cujo rosmaninho foi apanhado dias antes. Toda a minha gente saltou. Muitas mulheres de saia, como antigamente.... Foi uma festa de ver, que São João por certo não desgostou. E quem também gosta de sardinha e acompanhante....pôde comer quantas quis de graça ou pagar o que  muito bem entenda dar. Que diferença entre o € 1,5 por cada uma, no Santo António de Lisboa, e no São João do Porto, e o preço das do São João, em Santo Aleixo da Bajouca!

 

           Fogueira saltada, rosmaninho acabado recinto limpo e toca ao cafezinho da ordem no Virgílio Sousa que também não dispensou perder a Sardinhada

 

          E como no aproveitar o tempo é que está o ganho, mal chegou ao Café, o cara nem à mesa dos que buliram para o êxito do convívio se sentou, foi logo bate-las à sueca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:54


Devoção a Santo António

por aquimetem, em 14.06.13

 

Igreja - casa onde nasceu Santo António

Primeiro foi frade agostiniano, no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, e depois no Convento de Santa Cruz, em Coimbra,onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Biblia e da literatura patrística, científica e clássica. Tornou-se franciscano em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, a seguir na Itália e na França. No ano de 1221 passou a fazer parte do Capítulo Geral da Ordem de Assis, a convite do próprio Francisco, o fundador, que o convidou também a pregar contra os albigenses em França. Foi transferido depois para Bolonha e de seguida para Pádua, onde morreu aos 36 (ou 40) anos. Como é tradição portuguesa, aos escrivães nem tudo se diz, daí haver registo do falecimento do Português mais fomoso e amado no mundo inteiro -Pádua, a 13 de Junho de 1231- e do nascimento nem o ano ao certo se sabe.

          Regresso da Procissão

 Com São Vicente, Padroeiro de Lisboa, tem no seu "dia natalis" festa solene e pomposa pelas ruas e recantos que muito bem conheceu e percorreu certamente. De todos o Bairro de Alfama é o que mais vibra com esta Procissão, que começa na igreja de Santo António, passa pela Sé Catedral,igreja de São João da Praça, igreja de São Miguel, capela da Senhora dos Remédios, igreja de Santo Estêvão, igreja de São Tiago e regressa à igreja-casa de Santo António. 

 

           Regresso da Procissão

 

           Regresso da Procissão

       Na Procissão  as Forças Vivas da Cidade, com o Presidente da edilidade lisbonense em destaque

 

          Santo António transportado em carro dos Bombeiros Municipais

Largo da Sé

  

          Patamar principal da Sé

          No Largo da Sé, o Franciscano  Sr. Padre Jorge, Reitor da igreja de Santo António no momento em que agradece a todos quantos colaboram e deram brilho a este 13 de Junho, feriado municipal em Lisboa, D. Nuno Braz, que presidiu, Câmara Municipal, Paroquias, Juntas de Freguesia, Bombeiros, Policia, GNR e ao povo que ultrapassou todas as previsões. Muita gente, com fé e devoção a Santo António.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03


Dia de Portugal e do seu Anjo....

por aquimetem, em 10.06.13

          Hoje comemorou-se na cidade de Elvas o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, tudo de uma assentada para não gastar muito tempo, que neste país está caro. Do pouco que vi e ouvi na televisão gostei muito, sobretudo do discurso do Sr. Presidente da Republica que há muito não via falar de modo tão explicito e frontal aos portugueses a respeito do estado e saúde da nação.

           Mas o Dia de Portugal como sugere o jornalista Octávio Santos devia ser comemorado em 14 de Agosto data em que se deu a Batalha de Aljubarrota a partir da qual o País reafirmou a sua independência, consolidou a dinastia de Avis, com tudo o que veio a  proporcionar a seguir, a expansão, os descobrimentos. 
Em colectânea sua Octávio Santos faz saber:“O 10 de Junho começa por ser o dia de Camões. É talvez a única data que podemos associar a Camões, mas é a data da morte dele. Aquilo que me parece incongruente é que o dia de Portugal, em que devíamos celebrar a nossa existência, enquanto nação independente, seja para já a data da morte de um poeta, do nosso maior vulto literário, mas que é também a data em que Portugal perdeu a sua independência, em que a dinastia dos Filipes entra em Portugal e assume a liderança e os destinos do país”. É bom que os portugueses saibam disto e meditem.

           E diz também: "grande parte dos vícios de que a nação padece radicam no 5 de Outubro de 1910: “O Presidente da República, seja quem for, acaba por se comportar, ou pelo menos é visto como tal, como um elemento de uma facção, porque aliás ele é sempre um elemento de uma facção”.

 

          Muitas condecorações e muitos condecorados

          Também muitos convidados, mas o almoço pelos vistos foi o Sr. Presidente da Câmara de Elvas quem ofereceu. E dizem que as autarquias não tem dinheiro. Já não sei em quem acreditar. Confiança só no meu, e no Anjo da Guarda de Portugal que hoje foi também o seu dia.  

 

          Aquela entidade celestial que um ano antes da aparição de Nossa Senhora  surpreendeu os pastorinhos quando se abrigavam de uma chuva fina na Loca do Cabeço. Conta a Irmã Lúcia, que o Anjo à medida que se aproximava ia mostrando a sua fisionomia: era a de um jovem de 15 anos, parecendo feito de neve, muito formoso e mais reluzente que um cristal atravessado pelos raios do sol. Surpreendidos diante de tanta beleza sobrenatural, não conseguiam pronunciar palavra. Mais importante que ouvir discursos e confiar nas promessas dos políticos é ter fé e acreditar num outro mundo melhor, na fé daqueles que fizeram Portugal e que atento o jornalista, autor e comentador Octávio Santos denuncia: "a vertente religiosa da sociedade está debaixo de ataque de um politicamente correcto “verdadeiramente totalitário”. Toda a gente nota isso, mas de mãos cruzadas

           A finalizar lembro como aos pastorinhos ensinou o Anjo de Portugal: 

 - "Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam". Que após ter recitado esta oração três vezes, se levantou e disse-lhes que rezassem sempre, porque Nosso Senhor e Nossa Senhora estavam atentos às suas orações. E nós os portugueses estamos atentos a quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:11


Obrigados pela vossa visita

por aquimetem, em 07.06.13

          Hoje solenidade do Coração de Jesus, Coração de Jesus que nas minha terra berço tambem se festeja no Domingo de Ramos, manhã cedo alguém me tocou à campainha da porta. Ainda por me arranjar fui à janela para ver quem era. Vi. E antes de abrir a porta colhi de cima uma foto que fica como recordação. Era uma visita muito epecial que da capital de Trás - os - Montes e Alto Douro - aprendi assim, já não sei se é - desceu ao litoral para nos subúrbios da baixa alfacinha trocar aquele abraço de família e à transmontana.  

          Foi mesmo um visita de medico - oxalá os médicos não levem a mal, porque  eu também vou procurar ser breve - pois de regresso a casa  tinham um encontro marcado em Fátima ao meio dia, com a filha Liliana e genro Mário P. Cabral que sempre que andam por perto fazem questão visitar o Altar do Mundo para se confiarem e confiar o "Pedrocas" à Virgem Maria. 

          Gosto deste sorriso, muito parecido com o de uma pessoa que eu conheço melhor que ninguém. O pai fez-nos para sermos alegres e generosos

          Boa viagem cunhado, muitos carros de vida....e passa pela Vieira de Leiria e leva peixe fresco para uma caldeirada em Parada. Obrigados pela vossa visita

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:19


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D