Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Terramoto de 1531

por aquimetem, em 31.01.12

 

Imagem de Nossa Senhora da Escada, ou da  Escadinha

         Um artigo de Pedro Marta Santos, na revista SÁBADO, de 26 do corrente, focava uma realidade ocorrida, e para a qual todos devemos estar preparados, pois de um momento para o outro pode repetir-se de novo a catástrofe. Abria assim: " Fala-se pouco dele, mas matou 30 mil pessoas na região de Lisboa. Devastou aldeias inteiras e destruiu parte de Vila Franca de Xira. Houve estragos substanciais em Santarém, Azambuja, Almeirim e até em Coimbra. O terramoto de 26 de Janeiro de 1531, há  exactamente 481 anos, teve epicentro no vale inferior do Tejo, entre Santarém e Vila Franca, mas chegou a Lisboa com grande violência". Cerca de 224 anos depois outro terramoto semelhante se abateu sobre o território lusitano, também com grande incidencia na região de Lisboa, este o de 1755.  É deste que toda a gente ouve falar porque a ele anda associado o nome de um político que tinha tanto de inteligente, como de cruel: Marquês de Pombal.

          Desconhece-se qual a magnitude do sismo de 1531, mas crê-se que perto dos 7,5 na escala de Richter, portanto inferior aos 8,7 a 9 do terramoto de 1755. Porém quanto a vitimas o numero foi  semelhante, ou superior, lê-se. Mas para além de me fazer pensar que de 250 em 250 anos um terramoto costuma dizimar Lisboa, o artigo deu-me a chave para eu perceber  a origem do designativo dado a uma imagem  muito cultuada na igreja de São Domingos (à baixa) que tendo pertencido a uma antiga capela vizinha de São Domingos era por certo a que aqui aparece citada, deste modo: "Fez ruir 1500 casas em Lisboa e devastou igrejas como a de Nossa Senhora da Escada".  Isto no reinado de D.João III (1502 - 1557).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46


Parabéns Guimarães!

por aquimetem, em 22.01.12

          Está de parabéns a cidade de Guimarães que a partir do dia 21,  e até ao fim do ano vai ser a Capital Europeia da Cultura. Com um programa recheado de surpresas, a "Cidade Berço" abriu a partir de agora as suas portas não apenas a toda a Europa, mas a todo o universo onde a Cultura não é letra morta e tem quem a zele e cultive como património da humanidade. A música, o teatro, as artes e ofícios vão a par do património arquitectónico servir de mais valia a um evento que por certo vai devolver à cidade vimaranense aquele dinamismo que já teve e a crise, que nestas últimas décadas se abateu sobre as zonas industrializadas do vale do Ave, lhe tem roubado.

         Não é meu habito perder-me diante dos ecrãs do TV, mas este sábado deixei-me acompanhar os passos que antecederam o acto inaugural  da Capital Europeia da Cultura/2012 e que contou com as principais figuras da vida nacional, com o Sr. Presidente da Republica, Cavaco Silva, entre as principais; e da Comissão Europeia, com o seu presidente, Durão Barroso. Parabéns a Guimarães!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03


A seara é grande......

por aquimetem, em 09.01.12

          Se Deus o não tivesse chamado para junto de Si, a 26 de Junho de 1975, fazia hoje 110 anos que nascera em Barbastro (Espanha) aquele generoso catalão que viria a distinguir-se como sacerdote, de modo a merecer por parte da Igreja o ser apresentando aos fieis como modelo de cristão a imitar; sendo em função disso canonizado pelo beato João PauloII  a 6 de Outubro de 2002. Tendo iniciado a sua actividade sacerdotal  numa paróquia rural da diocese de Saragoça, após algum tempo veio para Madrid, onde a par da sua fecunda missão sacerdotal também os estudos universitários passaram a ocupar-lhe algum tempo.

          Homem de fé e seguro na palavra e viver, São Josemaria Escrivá a 2 de Outubro de 1928, por inspiração divina, funda o Opus Deu "caminho de santificação no trabalho profissional e no cumprimento dos deveres quotidianos do cristão". Aquela instituição da Igreja Católica que uns por ignorância e outros por má-fé comparam com as secretas lojas maçons.

          No Opus Deu não há "iniciados" há cidadãos normais e de todas as classes sociais, homens de barba rija e cada um responsável pelos seus actos , servindo a Igreja sem dela se servir. Mas há segredos: rezar muito, e caladinho para não incomodar os que falam demais sobre aquilo que desconhecem. Quem tiver duvidas que apareça que a ceara é grande e os trabalhadores são poucos. Áh! Vou deixar o contacto da Obra:  www.opusdei.org. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D