Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vendilhões da pátria

por aquimetem, em 30.11.10

          Faz amanhã (1 de Dezembro),  370 anos que 40 fidalgos portugueses se introduziram, então, no Paço da Ribeira, onde residia a Duquesa de Mântua, representante da Coroa espanhola, matam o seu secretário Miguel de Vasconcelos e vêm à janela proclamar D. João, Duque de Bragança, rei de Portugal. Deste corajoso acto de portugalidade nasce  a 4ª Dinastia ou Dinastia de Bragança, logo que a 28 de Janeiro, de 1641, D. João IV é empossado como rei. Empossado,  não coroado, porque este nobre e generoso monarca no acto da Coroação, depositou a coroa aos pés  de Nossa Senhora da Conceição, fazendo-A rainha de Portugal. Foi com gente  desta que se pôs fim a 60 anos de domínio espanhol sobre Portugal, domínio para o qual nos empurrou a batalha de Alcácer Quibir, onde perdeu a vida o rei D. Sebastião. Que diferença entre aqueles Homens e a espécie que hoje nos governa, de corruptos e vendilhões da pátria.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03


um paraiso seu

por aquimetem, em 21.11.10

 

           Durante dois dias Lisboa foi palco de um evento que reuniu na "Expo" ou Parque das Nações muitas das principais figuras mundiais da Politica e das Forças Armadas: tratou-se da 24ª Cimeira da NATO. Os 28 Estados membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) em declaração final desta cimeira comprometeram-se entre outras promessas a reduzir os seus efectivos em 35%, e quanto ao "mapa geográfico" dos quartéis adiou a decisão para Junho de 2011. Oxalá o Comando de Oeiras não venha a ser vitimado... Não é muito de fiar nos sorrisinhos e palmadinhas nas costas destes nossos parceiros. O documento distribuido aos jornalistas, no fim da cimeira, não parece lá muito animador e leva-nos a concluir que  "a redução dos efectivos da sua estrutura significa quase 5000 postos, ou mais, se possível, justificando que os tempos económicos difíceis implicam exercer a maior responsabilidade nos gastos de defesa". Esta é uma noticia que agrada sobretudo aos "sem jeito para  nada fazer" que ontem numa primária atitude de anti-Na(da)to desceram em  passeio do Marques pela Avenida abaixo, e em nome não sei de quê, berrando: "Paz sim, Nato não!" Não sei quem lhes paga para andarem nisto, mas que são robots humanos comandados por "mafiosos"  da politiquice ou "barões " da corrupção social, ai são, são. Se ser pacifista é ser utópico, é o mesmo que ter olhos e não querer ver.  

          Importante também o desejo expresso, em parágrafos da Cimeira, no sentido de que passe a existir "uma verdadeira parceria estratégica entre  NATO e a Rússia", onde se acrescenta "vamos agir em conformidade, esperando reciprocidade por parte da Rússia". Que grande lição de comportamento social e político deu o Presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, aos "manifestantes" anti-Nato que ontem desceram a Avenida da Liberdade, ao aceitar o convite que lhe foi dirigido pela Organização para vir a Portugal participar na Cimeira, onde chegou as 13h42. O tempo da "guerra fria" já lá vai, e os "extremistas" que por aí vagueiam nem disso parece  darem conta. 

          Haja boas vontades e determinação no aprofundar das relações entre povos, e de fazer parcerias com Organizações  internacionais como a da NATO-União Europeia. Mas sobretudo fortalecer as capacidades da Aliança para responder às crescentes ameaças cibernéticas e para garantir as condições ideais para a segurança universal, onde a Rússia pode ter um papel muito importante na luta contra o terrorismo.  Portugal ganhou prestígio e credibilidade com a organização desta cimeira, que saiba agora aproveitar os resultados recolhidos de uma segurança bem montada para também combater os criminosos que se habituaram a ver neste país um paraíso seu.

          Não fora uma manifestação que neste fim de semana animou esta artéria alfacinha (Os Restauradores), Lisboa mais parecia uma cidade fantasma. Na sexta-feira porque o governo entendeu dar "tolerância de ponto" aos funcionários públicos, no sábado porque a Cimeira ao condicionar a circulação por certos pontos da cidade, tirou interesse de nesse dia se visitar a baixa. Os comerciantes é que ficaram a perder, mas  quem, como eu, não gosta de apertos circulou à vontade desde a Avenida, pelos Restauradores, até ao Rossio. Sexta e sábado em Lisboa não houve horas de ponta..., só na Câmara....    

           Rua 1º de Dezembro  

          Praça D. Pedro IV ( Rossio ).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:46


ver e confirmar

por aquimetem, em 19.11.10

 

O sonho, comanda a vida;Obama, comanda a NATO  

          Durante dois dias Lisboa vai ser palco da Cimeira da NATO; e o recinto da Expo, o centro principal das decisões. O objectivo com que este evento acontece não é certamente acabar no mundo com a maquinaria de ataque e defesa militar, nem resolver a situação económica dos paises carenciados, tão pouco dar trabalho aos cada vez mais desempregados deste país, mas pelo menos serve para demonstrar  quem  duvidas tivesse  que Portugal só é inseguro porque os governantes assim o querem e desejam. Policia temos nós e muito competente, mas pagam-lhe (embora mal) para deixarem os gatunos roubar e matar como de cidadãos normais se tratasse. Só nestes últimos dois dias foram impedidos de entrar em território nacional 150 individuos que certamente não vinham felicitar os participantes na Cimeira ou dar agasalho aos sem abrigo da cidade. 

          Pese o transtorno que o evento faz a quem não beneficia da "tolerância" que um governo atoleimado deu, esta Cimeira da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) dá logo à partida sinais do seu impacto com os hotéis mais importantes totalmente esgotados. Outro será a influência que virá a ter no sentido de Portugal não perder da Organização o Comando de Oeiras. Depois do que ficou dito, temos hoje e amanhã, sábado, para ver e confirmar.     

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 01:59


Não à moda portuguesa!

por aquimetem, em 04.11.10

 

          Em Portugal, uma grande maioria de criaturas não gosta de ser governado por mulheres, e se são tesas como a Dr. Manuela Ferreira Leite isso então  fugem delas a sete pés. Somos assim, pessoas que nos digam as verdades, podem ser muito honestas e competentes no seu ramo de saber, mas se nos avisam que "quem come fiado vai pagar dobrado" logo perdem a simpatia dos que só gostam de viver na ilusão.

          Os portugueses que optaram por Sócrates, em vez de optar por Ferreira Leite, a Portugal deram mais uma machadada, e à nossa "dama de ferro" fizeram um grande favor. Oxalá que Passos Coelho se não deixe enrolar na teia dos facilitismos e com inteligência salve ajude a salvar Portugal, nesta hora de amargura. E nesta ocasião em que os nossos irmãos brasileiros trocaram Lula por Dilma Rousseff, parabéns à primeira mulher presidente do Brasil. Que mantenha essa popularidade que o povo tanto gosta, mas não à moda portuguesa!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:25


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D