Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um outro Vilar de Ferreiros

por aquimetem, em 14.12.06

          Há uns 3 ou 4 anos, chegou um dia ao pé de mim, o jovem Hugo Lopes, com uma das suas  pesquisas na Internet da escola, para da descoberta  me  fazer oferta: era uma fotocópia alusiva ao Castro de Vilar de Ferreiros, que ele tal como eu, por semelhança etimológica, cuidávamos ser aquele Vilar de Ferreiros onde eu e os pais dele nascemos. Mas, não. Tratava-se sim, dum  topónimo similar, que fica situado na freguesia de San Xoán de Visantonha,  concelho de Santiso, comarca de Terra de Melide ( Corunha - Galiza- Espanha). Para mim a descoberta foi importantíssima e se na minha freguesia vivesse, por certo que tudo faria para que estas duas freguesias São João de  Visantonha ( Santiso - Corunha - Espanha) e São Pedro de  Vilar de Ferreiros (Mondim de Basto-Vila Real - Portugal) estreitassem relações culturais e de amizade  por  forma a se estudarem e conhecer as suas origens históricas .

          O concelho de Santiso é delimitado, a norte, pelo município de Melide; a leste, por Palas de Rei; a sul, pelos  de Agolada e Vila de Cruzes, e a oeste, por Arzúa. Faz parte da comarca de Terra de Melide, juntamente com os concelhos de Melide, Sobrado e Toques. É um concelho rural de interior da Galiza com uma economia nitidamente agricola, a sua via principal de ligação rodoviária é a estrada C-540, de Melide a Betanzos. 

          Terra famosa pela sua beleza natural, também na arquitectura os palácios ou paços, como o Pazo de Vilar de Ferreiros, ao serviço do turismo rural, constituem foctor de peso nos actrativos que a  região por onde correm os rios Seco, Furelos e Besanha tem para ofertar ao visitante.   A lenda contada à volta do castro de Vilar de Ferreiros, reza assim:

          < Contam que a riqueza dos da  casa de Rosas de Albin vieram ao de cima à conta dos mouros que viviam no castro. Nesta casa havia um arrieiro que vendia vinho e outras coisas, e os mouros davam-lhe muito crédito. Como levava as coisas pelo segredo da noite, a mulher perguntava sempre para  onde é que ele ia com o vinho, ao que ele respondia dizendo  hoje um sítio e amanhã outro. Isto  levou a mulher a desconfiar e puxa que puxa, uma noite  acabou por obter  do homem o segredo de que o vinho era para os mouros do castro. Quando no dia seguinte o arrieiro foi para levar o vinho e outras coisas ao castro, já não pode entrar, porque falara mais do que devia...> - ou a mulher por ele...

Fonte: arquivos da C.R.T.V.G.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


4 comentários

De jo a 16.12.2006 às 23:59

Obrigada pela tua visita ao nosso blog, volta sempre porque ele está abertos a todos os Homens de Boa Vontade.

De aquimetem a 17.12.2006 às 14:36

Até pensei que já tinha agradecido, mas enganei-me . Ai pode crer que volto, aproveitando para enriquecer cultural e espiritualmente. Grato pela visita e face à santa quadra, os meus votos Boas Festas

De Jofre Alves a 17.12.2006 às 16:31

Passei para desejar boa semana preparatória do Natal e apreciar este sempre interessante blogue, atraente pela qualidade e desvelo inerente.

De aquimetem a 17.12.2006 às 23:36

Muito obrigado também já hoje retribui. Boa semana

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D