Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Espectaculo fluvial

por aquimetem, em 29.10.13

           É sempre, assim! Quando as primeiras chuvas caiem com mais abundância, a Estrada do Poço do Chão transforma-se num verdadeiro lençol de agua, a condizer com o topónimo que por certo não lhe queria atribuir esse significado, mas sim, o de poço para rega, e fonte para saciar quem dantes circulava naquela antiga via que ligava Benfica a Carnide. Que ligava, disse eu, porque desde que abriram a Av. dos Condes de Carnide, cortaram-na  a meio e lá se foi a histórica Estrada do Poço do Chão, mais a Quinta do Bom Nome! Hoje o troço que ficou para sustentar o topónimo é mais um espaço ao dispor da EMEL para caçar euros aos contribuintes do que via de circulação. Destinado a residentes do bairro, este parque situado ao fundo do dito troço da via, sempre que as tais enxurradas aparecem, transforma-se em lago e banheira das viaturas ali estacionadas, com os consequentes aborrecimentos e prejuízos que daí resultam para as pessoas lesadas.  

  

           E tudo, porque o único ralo, ou sarjeta, existente para escoamento das águas fluviais, se entope com os detritos arrastados e acumulados ali, impedindo a circulação das águas e dos utentes do parque. Bastava apenas um pouco mais de atenção por parte de quem é responsável pala limpeza e conservação das vias urbanas da cidade, como fosse ao aproximar da época das primeiras chuvas de Primavera  e Outono ter estes sítios mais críticos devidamente limpos. Ou então não fazer asneiras como esta da Estrada do Poço do Chão. Grandes  mestres de engenharia!

 
 
          O vídeo dá uma imagem mais aproximada do espectáculo fluvial em causa, mas não na sua real dimensão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D